sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

ONU pede à UE política migratória "menos desumana"

O Alto-Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra'ad al-Hussein, pediu hoje à União Europeia para lidar com os fluxos de imigrantes no Mediterrâneo de maneira "mais sofisticada, mais corajosa e menos desumana".

© Denis Balibouse / Reuters

O responsável falava depois do naufrágio de domingo de uma embarcação com pelo menos 700 pessoas a bordo, acidente ocorrido poucos dias depois de uma tragédia semelhante fazer cerca de 400 desaparecidos. 

"Ao tomar conhecimento de que mais homens, mulheres e crianças perderam as suas vidas ao tentar encontrar uma vida melhor e mais segura no estrangeiro, fico horrorizado, mas não surpreendido, com esta última tragédia", afirmou Zeid num comunicado. 

"Estas mortes, e as centenas de outras que as precederam nos últimos meses, eram tristemente previsíveis. São o resultado de um fracasso de gestão e um monumental fracasso de compaixão", considerou. 

O responsável criticou a substituição da operação italiana 'Mare Nostrum', que "era eficaz", pela operação europeia Triton, que "não cumpre os seus propósitos" e "está mais focada no controlo de fronteiras que em salvar pessoas". 

"Deixar de resgatar imigrantes não levou a menos imigração, nem a menos traficantes, mas a mais mortes no mar", afirmou.

Perante esta situação, Zeid apelou às autoridades europeias que substituam a Triton por uma operação robusta de resgate no Mediterrâneo.

Frisando que estas travessias são marcadas por torturas, violações e fome, o máximo responsável de direitos humanos nas Nações Unidas adverte que a Europa, ao "virar as costas a alguns dos imigrantes mais vulneráveis do planeta", "se arrisca a transformar o Mediterrâneo num cemitério".

Zeid pediu também às autoridades europeias que ampliem as vias legais de imigração para a Europa, para evitar o recurso a traficantes sem escrúpulos.

"Não sei quantas mais tragédias deste tipo têm de acontecer para que os governos europeus se comprometam a salvar vidas e a aplicar políticas migratórias coerentes, em vez de reagir a movimentos xenófobos e populistas que envenenaram a opinião pública", afirmou.


Lusa

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06