sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Portas diz que "Europa tem de dar prioridade política à questão das migrações"

O vice-primeiro-ministro português, Paulo Portas, afirmou hoje que a Europa tem de dar prioridade política à questão das migrações, sobretudo no Mediterrâneo, afirmando que a indiferença não é boa resposta e que "o Papa tem toda a razão".

M\303\201RIO CRUZ

"A Europa tem de dar prioridade política à questão das migrações, em particular na fronteira sul", disse Paulo Portas, à margem de um evento que decorreu hoje em Lisboa.

O governante considera que "a indiferença não é a boa resposta" face àquilo que se está a observar e já se observava nos últimos anos. E lança um alerta: "Se nada for feito continuaremos a ver".

Paulo Portas sublinha que a Europa precisa dar prioridade política à questão das migrações em colaboração com os Estados do outro lado do Mediterrâneo.

"Não é possível agir isoladamente, é preciso não ter nenhuma condescendência com as máfias organizadas que exploram seres humanos e é preciso ter projetos audaciosos de cooperação e desenvolvimento que estimulem o crescimento económico nos países de origem deste fenómeno. Há imenso por fazer e eu acho que o Papa tem toda a razão", disse.

Portas lembrou ainda que o Mediterrâneo "é o berço de uma civilização", mas que semana após semana se está a transformar no túmulo do desespero de seres humanos "que fazem o possível e o impossível para fugir da guerra e da miséria".

O governante português falou depois do naufrágio de domingo de uma embarcação com pelo menos 700 pessoas a bordo, acidente ocorrido poucos dias depois de uma tragédia semelhante fazer cerca de 400 desaparecidos. 

Na quinta-feira, os chefes de Estado e de Governo da União Europeia vão celebrar um Conselho Europeu extraordinário, em Bruxelas, na sequência das mais recentes tragédias no Mediterrâneo.

No domingo, após a notícia do naufrágio no Mediterrâneo, o líder da Igreja Católica fez um "apelo à comunidade internacional para que atue com decisão e rapidez, com o objetivo de evitar que este tipo de tragédias voltem a ocorrer".

"São homens e mulheres como nós. Irmãos que procuram uma vida melhor. Têm fome, são perseguidos, estão feridos, são explorados e são vítimas de guerras que procuram uma vida melhor procurando a felicidade", acrescentou o Papa Francisco.

Lusa

  • Autarca e duas jornalistas mortas a tiro na Finlândia 

    Mundo

    A presidente da Câmara de Imatra, na Finlândia, e duas jornalistas foram mortas a tiro na noite passada, na pequena cidade do sudeste do país. O incidente aconteceu junto a um restaurante e a polícia chegou ao local pouco depois dos disparos. Um suspeito de 23 anos já foi detido.

  • Avião da Qatar Airways aterra de emergência nas Lajes
    0:47

    País

    Aterrou de emergência nos Açores, esta manhã, um avião da Qatar Airways. A turbulência obrigou à manobra que causou pelo menos 10 feridos nos passageiro do avião que fazia ligação de Washington para Doha, capital do Qatar, e foi desviado para a base aérea das Lajes.

  • Óscar do turismo para empresa que gere património de Sintra
    1:51

    Cultura

    A Parques de Sintra ganhou, pelo quarto ano consecutivo, os World Travel Awards na categoria de "Melhor Empresa de Conservação do Mundo". A empresa portuguesa, que gere monumentos, parques e jardins situados na zona da Paisagem Cultural de Sintra e em Queluz, voltou a ser a única nomeada europeia na categoria, e foi a vencedora entre candidatos de todo o mundo.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.