sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Sobreviventes do naufrágio no Mediterrâneo chegaram à Sicília

Vinte e sete sobreviventes do naufrágio de domingo no Mediterrâneo, chegaram há momentos ao porto italiano de Catania, na Sicília.

(arquivo)

(arquivo)

Massimo Sestini

Uma das embarcações da missão de resgate, regressou na última hora ao porto. Além dos 27 sobreviventes, traz também 24 cadáveres, sendo que, no total, poderá haver mais de 900 mortos.

Os sobreviventes estavam em Malta, para onde tinham sido levados depois do naufrágio. De acordo com os meios de comunicação social italianos, entre os sobreviventes poderá estar um dos traficantes que comandava a embarcação.

O ministro dos Transportes italiano está no local e confirmou que foram feitas duas detenções, por suspeitas de tráfico de pessoas.
  • Os Sobreviventes
    41:48

    Grande Reportagem SIC

    Na Grande Reportagem, a SIC dá-lhe a conhecer as histórias de sobrevivência de quem arriscou a vida na travessia do Mediterrâneo para tentar chegar à Europa. Hamad ia passar para a 4ª classe quando a guerra o obrigou a fugir da Síria com a família. O pequeno barco em que viajavam, com mais 400 pessoas, acabaria por naufragar antes de chegar a Lampedusa. Duas centenas de pessoas morreram. Hamad, com 10 anos, foi um dos sobreviventes.

  • Passos espera novas medidas do Conselho Extraordinário contra a imigração ilegal
    2:10

    Crise Migratória na Europa

    Após mais uma tragédia no Mediterrâneo, o flagelo da imigração ilegal esteve em cima da mesa na cimeira luso-marroquina, que se realizou hoje em Lisboa. Passos Coelho sublinha a importância da cooperação entre a Europa e os países africanos e espera que possam sair novas medidas do conselho europeu desta semana. O primeiro-ministro de Marrocos apela a mais justiça nas duas margens do Mediterrâneo.

  • O que explica o fluxo migratório no Mediterrâneo
    2:21

    Mundo

    É da Líbia, mergulhada num vazio de poder, que parte a maioria das embarcações clandestinas que cruzam o Mediterrâneo. Entre as várias razões que explicam o fluxo migratório estão a guerra civil na Síria e Somália, a ameaça dos jihadistas, a fome e a seca na África sub-saariana e, também, a deslocação forçada devido a projetos financiados pelo Banco Mundial.

  • Chefes de Estado e Governo reúnem-se quinta-feira para discutir imigração ilegal
    1:48

    Crise Migratória na Europa

    Foi agendada para quinta-feira uma reunião de emergência em Bruxelas, dos chefes de Estado e de Governo, que vão analisar as medidas discutidas hoje pelos ministros dos Negócios Estrangeiros e do Interior, no Luxemburgo. Em cima da mesa está um plano de 10 propostas, que inclui o reforço das operações para salvar vida no Mediterrâneo e a captura e destruição de embarcações utilizadas para o tráfico de seres humanos.

  • Guardas costeiras de Itália e Malta sem meios de resposta
    2:59

    Crise Migratória na Europa

    As Guardas costeiras de Itália e Malta estão sem meios para acorrer aos pedidos de auxílio de, pelo menos, dois barcos que estão em águas internacionais no Mediterrâneo. Os esforços concentram-se nas operações de busca do naufrágio de sábado, que poderá ter feito mais de 900 mortos. Oriundas de outra rota, perto de 100 pessoas foram hoje salvas ao largo da ilha grega de Rodes.

  • Madonna diz que América nunca desceu tão baixo
    2:12

    Mundo

    No mundo artístico, foram várias as vozes que se levantaram contra Trump, entre elas Madonna. A cantora disse esta quinta-feira em Nova Iorque, a propósito do dia da tomada de posse, que nunca a América desceu tão baixo. Já o ator Matthew McConaughey - que está em Londres - garantiu que não ia perder a cerimónia pela televisão.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida