sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Guterres aconselha americanos a tratar migrantes de forma diferente dos europeus

António Guterres considerou hoje que a crise migratória no Mediterrâneo demonstra a necessidade de as Américas adotarem medidas diferentes das europeias e pediu à União Europeia que lance com urgência uma operação de salvamento marítimo. 

© Muhammad Hamed / Reuters

O Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), ao fazer uma conferência na Organização dos Estados Americanos, em Washington, afirmou que "a tragédia no Mediterrâneo demonstra porque é importante fazer diferente nesta parte do mundo". 

Questionado sobre este assunto depois do seu discurso, o ex-primeiro-ministro português pediu à União Europeia que promova uma operação eficaz de salvamento na cimeira que vai reunir, na quinta-feira, chefes de Estado e de Governo, convocada depois da morte de mil pessoas nas últimas semanas no Mediterrâneo. 

"É muito evidente a necessidade de um mecanismo robusto de salvamento no mar. No ano passado, os italianos lançaram a operação Mare Nostrum (de busca e salvamento no mar), que foi muito efetiva a salvar vidas", disse. 

"Infelizmente, na Europa muitos atores políticos e sociais desenvolveram a tese de que essa operação atraiu mais pessoas (migrantes) e aumentou o número de acidentes no mar. Hoje sabemos que o facto de não haver uma operação eficaz de salvamento não vai reduzir o número de pessoas que procuram atravessar" o Mediterrâneo, acrescentou o alto-comissário. 

Quando se acabou, em outubro, com a operação Mare Nostrum, ao fim de um ano de funcionamento, durante o qual salvou milhares de vidas, o ACNUR previu o atual "cenário" de tragédias de pessoas afogadas no Mediterrâneo.

Os dirigentes da União Europeia vão instruir a sua chefe da diplomacia, Federica Mogherini, que inicie "imediatamente" os preparativos de uma operação de segurança e defesa, com o intento de destruir as embarcações dos traficantes de pessoas, segundo um esboço da declaração da cimeira, a que a Efe teve acesso. 

O ACNUR estima que mais de metade das pessoas que conseguiram atravessar o Mediterrâneo em 2014 precisava de proteção, em particular sírios, eritreus e somalis. 

A Organização Internacional das Migrações estima em 1.217 o número de pessoas que morreram afogadas no Mediterrâneo só este ano, trinta vezes mais do que no mesmo período do ano anterior. 








Lusa
  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efetivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21
  • Antigos quadros da Facebook declaram-se preocupados com efeitos da rede social

    Mundo

    Alguns dos antigos quadros da empresa Facebook estão a começar a exprimir sérias dúvidas sobre a rede social que ajudaram a criar, foi noticiado. A Facebook explora "uma vulnerabilidade na psicologia humana" para criar dependência entre os seus utilizadores, afirmou o primeiro presidente da empresa, Sean Parker, num fórum público.