sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

UE admite operação militar no Mediterrâneo contra traficantes de imigrantes

Os chefes de Estado e de governo da União Europeia vão solicitar na quinta-feira o início dos preparativos para uma operação militar destinada a destruir as embarcações dos traficantes de imigrantes, refere o projeto da resolução. 

Reuters Arquivo

Reuters Arquivo

© Handout . / Reuters

O projeto em discussão, divulgado pelas agências internacionais, solicita aos líderes europeus que desenvolvam "esforços sistemáticos para identificar, capturar e destruir as embarcações antes que sejam utilizadas pelos traficantes" no Mediterrâneo. 

A Alta representante para a política externa e de segurança da União, Federica Mogherini, "é convidada para iniciar de imediato os preparativos para uma eventual operação de segurança e defesa para este efeito, de acordo com a lei internacional", acrescenta o projeto de resolução. 

As primeiras consultas sobre esta proposta demonstram "uma vontade política de emitir este forte sinal", disse à Agência France Press uma fonte próxima do dossiê. 

"Não podemos ser sérios caso não tenhamos em consideração o pedido de Mateo Renzi", afirmou um alto responsável europeu. O chefe do governo italiano solicitou que fosse examinada a possibilidade de efetuar "intervenções precisas" contra os traficantes na Líbia, que se tornou no país de embarque de migrantes e candidatos a asilo em direção a Itália e Malta. 

Caso seja aceite, a organização desta operação militar europeia seria uma decisão inédita no combate à imigração clandestina. 

"A sua concretização levará tempo", advertiram diplomatas envolvidos nas conversações. "Vão ser necessários planos operacionais, e depois mobilizar os meios militares", explicaram. 

Atalante, a missão militar da UE contra a pirataria ao largo das costas somalis, foi desencadeada em 2008, mas as primeiras ações contra as embarcações piratas ocorreram em 2011-2012, recordou o eurodeputado francês Arnaud Danjean. 

"Para destruir as embarcações na Líbia será necessário um mandato jurídico" das Nações Unidas, sublinhou. "A possibilidade de ação em terra fornecida à força naval Atalante na Somália quase nunca foi utilizada, porque não é tão simples", explicou. 

O apelo para novas medidas e a pressão sobre os líderes europeus aumentou após o devastador naufrágio no domingo que terá provocado a morte de cerca de 800 imigrantes provenientes da Líbia. 

Lusa

  • Corpos das vítimas do acidente aéreo chegaram a Chapecó

    Acidente aéreo na Colômbia

    Chegaram esta manhã a Chapecó, no sul do Brasil, os corpos das vitimas do acidente aéreo que causou a morte de boa parte da equipa de futebol chapecoense. Depois da cerimónia no aeroporto, vai haver um velório coletivo no estádio do clube. A SIC Notícias está direto do aeroporto Chapecó. A correspondente Ivani Flora está no aeroporto a acompanhar as cerimónias. O Presidente Michel Temer e outras personalidades do estado brasileiro estão no local a prestar homenagem às vítimas.

    Direto

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.