sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Mais de duas mil pessoas morreram no Mediterrâneo desde janeiro

Mais de duas mil pessoas morreram desde o início de 2015 ao tentarem atravessar o Mediterrâneo para chegar à Europa, segundo um novo balanço divulgado esta terça-feira pela Organização Internacional das Migrações (OIM).

Segundo a organização, cerca de 188 mil pessoas foram salvas no Mediterrâneo desde o início deste ano.

Segundo a organização, cerca de 188 mil pessoas foram salvas no Mediterrâneo desde o início deste ano.

© Darrin Zammit Lupi / Reuters

"Infelizmente ultrapassámos um marco em que 2 mil migrantes e refugiados morreram até ao fim de semana passado", disse um porta-voz da OIM, Itayi Virri, à imprensa em Genebra.

Segundo a organização, cerca de 188 mil pessoas foram salvas no Mediterrâneo desde o início deste ano.

Lusa

  • Passos Coelho diz que UE não tem dado resposta aos fluxos migratórios
    0:59

    Mundo

    O primeiro-ministro ponta o dedo à União Europeia na resposta aos fluxos migratórios ilegais no Mediterrâneo. Pedro Passos Coelho diz que nunca foi dito aos Estados Membros o que faz falta para concertar a estratégia para um problema comum, com várias raízes e que compromete a segurança do continente. Declarações em Málaga, na visita ao destacamento da Força Aérea Portuguesa que integra a Operação Indalo, uma missão da Frontex, a Agência europeia responsável pela gestão das fronteiras.

  • Carlos Coelho diz que faltam fundos e vontade para resolver crise migratória
    1:38

    País

    O eurodeputado do PSD, Carlos Coelho, considera que faltam fundos, mas também vontade política para resolver a crise de refugiados na Europa. Carlos Coelho diz que a diretiva do retorno não está a ser cumprida e é preciso rever as regras do asilo, que estão a agravar a situação dos refugiados económicos em Calais, por exemplo. No Mediterrâneo, a situação é ainda pior desde que a União Europeia criou uma operação para substituir a italiana Mare Nostrum, mas, no final, ficou tudo igual ou pior.

  • Benfica não participa na final da Taça de Portugal de hóquei em patins

    Desporto

    O Benfica anunciou hoje que não vai comparecer na "final four" da Taça de Portugal de hóquei em patins, em protesto com "o estado de degradação que atingiu" a modalidade e com a alegada dualidade de critérios. As "águias" deveriam jogar no sábado com o FC Porto, que se sagrou campeão, no sábado, na segunda meia-final da Taça de Portugal, já depois de a Física de Torres Vedras e o Sporting de Tomar já se terem defrontado em Gondomar.

  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13

    SIC 25 Anos

    No interior do país, a Guarda acusa todas as debilidades de um concelho envelhecido e desertificado. Faltam médicos especialistas e ofertas de emprego que, de ano para ano empobrecem o índice de atratividade da região e aumentam o despovoamento. Mas quem melhor do que as famílias para fazer o retrato da terra onde vivem e trabalham? Uma delas aceitou a proposta da SIC para fazer o roteiro do melhor e do pior da terra que escolheu para educar os filhos.

  • Daesh divulga imagens da destruição da mesquita de Mossul
    1:58
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58