sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Polícia francesa deteve cinco suspeitos de passarem migrantes através do canal da Mancha

Cinco pessoas suspeitas de tráfico de seres humanos entre a França e a Grã-Bretanha estavam hoje sob custódia num inquérito sobre uma rede de contrabandistas albaneses, informou a procuradoria de Boulogne-sur-Mer (norte de França).

© Juan Medina / Reuters

Os suspeitos, quatro dos quais de origem albanesa, estão sob custódia desde terça-feira. Entre eles encontra-se uma mulher estabelecida no litoral francês.

Eles permitiriam, a troco de pagamento, que migrantes viajassem para Inglaterra escondidos em camiões.

"Havia uma ligação com os camionistas" de veículos que atravessam o canal, indicou uma fonte policial.

As detenções resultam de uma longa investigação realizada na zona da costa francesa, mas também na Grã-Bretanha, segundo a mesma fonte.

Centenas de migrantes afluem a Calais na esperança de conseguir alcançar o Reino Unido, seja a bordo dos "ferry" que partem do porto, seja sobre os comboios que utilizam o túnel sob o canal da Mancha ou escondidos em camiões.

O reforço das medidas de controlo e segurança nos últimos dois meses tem levado a que as tentativas sejam mais arriscadas.

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.