sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Macedónia vai deixar entrar número limitado de migrantes "vulneráveis"

O Governo da Macedónia anunciou hoje que vai permitir a entrada no país de um número limitado de migrantes considerados vulneráveis, depois de ter fechado a fronteira com a Grécia, junto à qual estão concentrados milhares de refugiados.

© Alexandros Avramidis / Reuter

"Um número limitado de migrantes ilegais de categorias vulneráveis está autorizado a entrar na Macedónia e a receber ajuda em conformidade com a capacidade do Estado", afirmou o Ministério do Interior num comunicado.

O texto não precisa quais são as categorias vulneráveis.

Nas últimas 24 horas, segundo o texto, a polícia emitiu documentos de trânsito temporários para 181 migrantes, maioritariamente da Síria, Bangladesh e Paquistão, que pretendem atravessar o território macedónio e seguir para o norte da Europa.

Antes de decretar o estado de emergência na fronteira sul, na quinta-feira, a Macedónia estava a emitir uma média de 1.300 documentos de trânsito temporários por dia, acrescentou.

Desde 19 de junho, mais de 41.000 migrantes atravessaram a fronteira com a Grécia, segundo a polícia.

Cerca de 3.000 pessoas, na maioria refugiados sírios, estão retidas do outro lado da fronteira, perto da aldeia grega de Edomeni, desde que o governo macedónio enviou tropas para a zona para controlar o afluxo de migrantes provenientes da Grécia.

Lusa

  • Trabalhos no viaduto terminaram, mas trânsito continua condicionado em Alcântara
    1:23

    País

    Não há, para já, previsão para o restabelecimento da normalidade em Alcântara. Os trabalhos para colocar o viaduto de Alcântara na posição correta, depois do desvio registado num pilar, decorreram esta madrugada. O trânsito mantém-se por isso condicionado no sentido Cascais-Lisboa, como explicou o repórter da SIC, Paulo Varanda.

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.