sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Corpos de cerca de 40 pessoas encontrados no porão de embarcação ao largo da Líbia

Os corpos de cerca de 40 pessoas foram encontrados hoje no porão de uma embarcação com mais de 400 migrantes no Mediterrâneo ao largo da Líbia, informou a guarda costeira sueca.

© Darrin Zammit Lupi / Reuters


A descoberta foi feita quando o navio sueco Poseidon foi enviado pela guarda costeira italiana para prestar ajuda a uma embarcação em perigo.

O porta-voz da guarda costeira sueca, Mattias Lindholm, disse à agência noticiosa France Presse que o Poseidon tinha conseguido resgatar 439 pessoas da embarcação de madeira.

"Infelizmente estavam cerca de 40 pessoas mortas no porão", adiantou.

O navio sueco estava na área como integrante da missão de busca e salvamento da Frontex, a agência de gestão das fronteiras da União Europeia.

Pouco antes do socorro à embarcação de madeira, o Poseidon tinha resgatado 130 migrantes de um bote de borracha na mesma zona.

Segundo a guarda costeira italiana, estavam a decorrer hoje à tarde operações de socorro para salvar cerca de 2.000 migrantes a bordo de uma dezena de outras embarcações igualmente ao largo da Líbia.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.