sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Polícia húngara para comboio e obriga refugiados a sair

A polícia húngara parou esta manhã o comboio com refugiados que tinha partido de Budapeste e cujo destino seria a Áustria. De acordo com jornalistas da Reuters e da Sky News que seguiam, a bordo, as autoridades deram ordens aos migrantes para sair na cidade de Bicske, onde a Hungria tem um centro de acolhimento.

© Leonhard Foeger / Reuters

© Laszlo Balogh / Reuters

© Leonhard Foeger / Reuters

O comboio foi parado em Bicske, um dos quatro principais campos de refugiados do país, a cerca de 40 quilómetros de Budapeste.

Os protestos dos refugiados levaram à intervação da polícia de choque. Pelo menos uma carruagem foi evacuada à força.

Todos os outros passageiros desceram e embarcaram num outro comboio.

O comboio, que partiu da gare Keleti às 11:20 locais (10:20 em Lisboa) com 200 a 300 pessoas a bordo, deveria dividir-se a meio caminho em duas composições, uma com destino a Szombathely e outra a Sopron, duas cidades do noroeste da Hungria próximas da fronteira com a Áustria.

Um segundo comboio partiu pouco depois de Keleti com destino a Gyor, também perto da fronteira, com cerca de 100 migrantes e dezenas de polícias a bordo.

A gare foi reaberta hoje, depois de ter estado fechada pelas autoridades durante dois dias.

Cerca de 2.000 pessoas mantêm-se nas imediações da estação, num campo de refugiados improvisado, à espera de poder partir para a Áustria ou a Alemanha.

Com Lusa

  • "O polvo está perfeitamente à rasca"
    1:45
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As denúncias do Benfica estiveram em análise ontem no programa O Dia Seguinte da SIC Notícias. Rui Gomes da Silva considera graves algumas das acusações feitas pelos encarnados. Já Paulo Andrade e José Guilherme Aguiar consideram que tudo não passa de uma manobra de diversão do Benfica.

  • Assédio, até onde vai a tolerância?
    35:26