sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Migrantes encontrados em camião na Áustria morreram asfixiados rapidamente

Os 71 migrantes encontrados mortos num camião refrigerado numa autoestrada austríaca em finais de agosto morreram provavelmente por asfixia "em muito pouco tempo" após a partida do veículo, anunciou esta sexta-feira a polícia austríaca.

O camião foi encontrado abandonado no dia 27 de agosto, ao final da manhã, na berma de uma autoestrada perto de Parndorf, não muito longe da fronteira com a Hungria. (Arquivo)

O camião foi encontrado abandonado no dia 27 de agosto, ao final da manhã, na berma de uma autoestrada perto de Parndorf, não muito longe da fronteira com a Hungria. (Arquivo)

© Pascal Rossignol / Reuters

"Tendo em conta o número de pessoas e o volume de ar disponível, a morte provavelmente ocorreu em muito pouco tempo", depois do grupo ter entrado no interior do camião, disse o responsável pela investigação, Hans Peter Doskozil, com base nos primeiros resultados da autópsia.

Nenhuma vítima -- 59 homens, oito mulheres e quatro crianças -- foi formalmente identificada nesta fase, mas os dados recolhidos no decorrer da investigação sugerem que os migrantes sejam sírios, iraquianos e afegãos, segundo acrescentou Hans Peter Doskozil, numa conferência de imprensa em Eisenstadt, no leste da Áustria.

O camião foi encontrado abandonado no dia 27 de agosto, ao final da manhã, na berma de uma autoestrada perto de Parndorf, não muito longe da fronteira com a Hungria.

A descoberta dos 71 corpos no interior do veículo em avançado estado de decomposição chocou toda a Europa.

Segundo a investigação, os migrantes terão entrado no camião na madrugada do dia 26 de agosto na fronteira servo-húngara, ou seja, a morte terá ocorrido cerca de 24 horas antes da macabra descoberta.

Hans Peter Doskozil precisou que o camião refrigerado de transporte de carne de frango estava "hermeticamente selado", acrescentando que a análise dos vestígios de ADN encontrados na cabine do veículo confirmou o envolvimento de cinco suspeitos -- quatro búlgaros e um afegão -- que foram entretanto detidos na Hungria.

Três outros suspeitos foram hoje indiciados pela justiça búlgara por "participação em grupo criminoso organizado".

Entre estes suspeitos está Tsvetan Georgiev Tsvetanov, de 32 anos, considerado pelos investigadores búlgaros como o presumível condutor do camião. O suspeito aguarda a extradição para a Áustria.

Durante uma audiência na quinta-feira, Tsvetanov (detido na segunda-feira num bairro no noroeste da Bulgária) declarou que não sabia que transportava pessoas.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.