sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Ban Ki-moon pede aos líderes europeus para responder aos refugiados

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu hoje aos líderes europeus para agirem de forma responsável e humana com os refugiados que chegam às suas fronteiras, convidando-os para uma reunião sobre a migração no final deste mês.

© Afolabi Sotunde / Reuters

Ban Ki-moon esteve em contacto com os responsáveis máximos de sete governos europeus ao longo dos últimos dias devido à onda de refugiados da Síria, Iraque e outros países onde o denominador comum é a guerra, afirmou o porta-voz Stephane Dujarric.

Segundo a fonte, nessas conversas, Ban Ki-moon sublinhou que "a grande maioria das pessoas que chegam à Europa são refugiados que fogem à guerra e à violência e que têm o direito de requerer asilo, sem qualquer forma de discriminação".

Stephane Dujarric afirmou que o secretário-geral das Nações Unidas também "aplaudiu os exemplos inspiradores que foram exibidos em toda a Europa por cidadãos e a sociedade civil".

No entanto, Ban Ki-moon sublinhou que os esforços devem continuar: "O secretário-geral apelou aos líderes europeus para serem a voz daqueles que necessitam de proteção e de encontrar rapidamente uma abordagem conjunta para resolver as suas necessidades básicas", frisou Dujarric.

Ban Ki-moon convidou os líderes para uma reunião de alto nível sobre migração a 30 de setembro em Nova Iorque à margem da Assembleia Geral das Nações Unidas anual, onde são esperados cerca de 150 chefes de Estado a participar.

Stephane Dujarric não especificou quais os líderes que tinham sido convidados, ou outros detalhes sobre a reunião, mas acrescentou que as conversas do secretário-geral foram com a Áustria, República Checa, Alemanha, Grécia, Hungria, Polónia e Eslováquia.

Segundo o porta-voz, o primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orban, foi sincero na sua oposição ao acolhimento dos migrantes para o seu país ou da Europa em geral.

Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.