sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Centenas de migrantes forçam entrada na fronteira entre Sérvia e Hungria

Algumas centenas de migrantes forçaram hoje as barreiras policiais na Hungria, o mais recente incidente no principal e tenso posto fronteiriço com a vizinha Sérvia, referiram media locais.

Refugiados afegãos atravessam ilegalmente a fronteira entre a Sérvia e a Hungria.

Refugiados afegãos atravessam ilegalmente a fronteira entre a Sérvia e a Hungria.

© Laszlo Balogh / Reuters

Os migrantes incluíam-se num grupo de 1.500 pessoas que aguardavam há horas num ponto de encontro para refugiados perto da passagem fronteiriça de Roszke, a primeira paragem antes de serem conduzidos para as instalações onde deverão ser registados.

Os refugiados aguardavam há horas por autocarros que os deveriam transportar para a localidade de Roszke, no sul da Hungria.

Diversos registos fotográficos mostram dois homens no chão, manietados pela polícia.

Alguns dos refugiados, acompanhados por crianças, decidiram escapar pelos campos circundantes e começaram a seguir a linha de caminho-de-ferro em direção à cidade de Szeged mas vigiados pela polícia, que no entanto optou por não interromper a marcha.

Este novo incidente ocorreu após outros migrantes se terem precipitado para dois autocarros que vinham recolhê-los do ponto de encontro em direção ao centro de registo, nas proximidades.

Este foi o último de uma série de incidentes na fronteira sul com a Sérvia deste país membro da União Europeia, e que em 2015 já foi atravessada por mais de 160 mil pessoas.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.