sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

A falsa história do jihadista do Estado Islâmico a pedir asilo na Europa

Uma foto-montagem que percorreu a Internet afirmando ser um combatente do Estado Islâmico (EI) a pedir asilo na Europa revelou conter informação errada. O utilizador do Facebook responsável pela publicação - que foi partilhada mais de 70 mil vezes -, já pediu desculpa pelo erro.

A foto-montagem que um utilizador do Facebook publicou como sendo um combatente do Estado Islâmico (esq.) atualmente a pedir asilo na Europa (dir.).

A foto-montagem que um utilizador do Facebook publicou como sendo um combatente do Estado Islâmico (esq.) atualmente a pedir asilo na Europa (dir.).

Facebook

À primeira vista, parece claro que o homem fotografado à esquerda, com barba comprida, equipamento militar e uma arma, é um jihadista a combater pelo Estado Islâmico. À direita, o mesmo homem mas agora barbeado, de T-shirt e mochila, está na fronteira da Macedónia.

Na legenda lê-se: "Lembram-se deste homem? A posar como um combatente do EI há um ano - agora é um 'refugiado'. Somos idiotas ou quê!"

A possibilidade de combatentes do EI estarem a tentar infiltrar-se na Europa misturando-se com os refugiados tem vindo a preocupar os Governos europeus e há comandantes jihadistas que têm afirmado que enviam militantes através das rotas do Mediterrâneo utilizada pelos traficantes de pessoas - embora estas alegações sejam difíceis de confirmar.

De qualquer forma, este homem que aparece nas duas fotos não é um desses supostos jihadistas a passar por refugiado. Na realidade a sua identidade está muito bem documentada uma vez que há cerca de um mês foi entrevistado pela agência Associated Press.

Laith Al Saleh é sírio de Aleppo, foi comandante do Exército Síria Livre - formado por desertores das forças do regime de Bashar al-Assad. Tem 30 anos e fugiu da Síria para se refugiar na Europa.

"Cerca de 70% da cidade (Aleppo) está destruída. Na Síria, sou procurado pela Al-Qaeda, pelo Daesh (Estado Islâmico), pelo Governo - lutei contra todos eles (...) Algumas pessoas têm medo. Eu não", contou à AP.

As fotos aparecerem pela primeira vez no site The Atlantic, identificando Saleh como "antigo comandante rebelde sírio", sem qualquer referência ao Exército Síria Livre. A foto-montagem começou então a circular do Twitter e no Facebook e os pormenores sobre a luta de Saleh na Síria foram-se perdendo.

O utilizador que partilhou uma das "versões" mais virais da foto-montagem - com mais de 70 mil partilhas - disse à BBC que fê-lo de boa fé e pede desculpa por ter interpretado mal os factos. A conta de Peter Lee Goodchild foi entretanto bloqueada.

  • Marinha e Exército dão luz verde ao Aeroporto do Montijo

    País

    De acordo com a edição deste domingo do Diário de Notícias, o Exército e a Marinha já comunicaram à Força Aérea disponibilidade para desocupar parcialmente a base aérea e o Montijo se transformar num num aeroporto complementar ao de Lisboa.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.