sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

FC Porto agradece a clubes que se associaram a campanha para ajudar refugiados

O FC Porto agradeceu a "todos os clubes" participantes nas competições europeias de futebol em 2015/16 que se associaram à iniciativa lançada pelos "dragões" de doar um euro por bilhete vendido no primeiro jogo "caseiro" para ajudar refugiados.

© Yannis Behrakis / Reuters

Na 'newsletter' diária publicada hoje, o FC Porto refere que esta iniciativa "procura modestamente contribuir para minorar o sofrimento deste êxodo de proporções bíblicas".

Em assembleia geral, realizada na terça-feira, todos os membros da Associação Europeia de Clubes (ECA) que vão disputar a Liga dos Campeões e Liga Europa decidiram doar um euro por cada bilhete vendido no seu primeiro jogo 'europeu' em casa.

"O FC Porto agradece a todos os clubes o apoio a esta iniciativa humanitária. A palavra está agora do lado dos adeptos, sendo que em Portugal haverá cinco jogos que contribuirão para o bolo global", destaca o clube portista.

Na mesma nota, o FC Porto explica que "o dinheiro recolhido nesta campanha 'Let's play for the migrants! Vamos jogar pelos migrantes!', de apoio aos migrantes e refugiados que procuram entrar na Europa, será depositado por cada clube numa conta criada e gerida pela Associação Europeia de Clubes [ECA], que depois o entregará às instituições apropriadas".

Karl-Heinz Rummenigge, que foi reeleito presidente da ECA por mais dois anos, disse que foi uma resposta unânime ao convite lançado pelo FC Porto.

"Foi uma decisão unânime face à iniciativa lançada pelo FC Porto e os clubes devem assumir a responsabilidade de ajudar os refugiados, um problema sério e muito grave", acrescentou o germânico, presidente do Bayern Munique.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.