sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Hungria assegura que a sua lei anti-imigrantes respeita critérios da ONU

A Hungria assegurou hoje que a sua nova legislação que implica uma pena de prisão pela travessia da barreira de arame farpado que ergueu na fronteira com a Sérvia é conforme à Convenção da ONU sobre refugiados.

Segundo a polícia austríaca, os refugiados que decidiram pedir asilo político na Áustria podem fazê-lo na estação ferroviária, sendo depois enviados para diferentes centros de acolhimento.

Segundo a polícia austríaca, os refugiados que decidiram pedir asilo político na Áustria podem fazê-lo na estação ferroviária, sendo depois enviados para diferentes centros de acolhimento.

© Leonhard Foeger / Reuters

"O artigo 31º da Convenção estipula claramente que a passagem ilegal de uma fronteira é proibida caso a pessoa seja proveniente de um país onde a sua vida não está em perigo", declarou aos media o ministro da Justiça, Laszlo Trocsanyi.

"Que tenha conhecimento, na Sérvia não está ameaçada a vida de ninguém", justificou.

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) manifestou na terça-feira a sua inquietação sobre a nova legislação húngara anti-imigrantes, que deve entrar em vigor em 15 de setembro.

Segundo o ACNUR, a lei arrisca-se a colidir com o artigo 51º da Convenção sobre os refugiados, que autoriza a passagem de fronteira, mesmo clandestina, a qualquer pessoa que pretenda solicitar asilo.

A nova lei prevê penas até três anos de prisão para os refugiados que atravessem a barreira de arame farpado na fronteira com a Sérvia, e que está a ser reforçada com um muro com quatro metros de altura.

A legislação aprovada pelo parlamento de Budapeste permite ainda a instalação de centros de retenção na própria fronteira, onde os migrantes deverão obrigatoriamente apresentar-se e de onde serão imediatamente repatriados no caso de rejeição do seu 'dossier'.

Lusa

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16
  • George H. Bush nos cuidados intensivos e mulher também hospitalizada

    Mundo

    O antigo Presidente dos Estados Unidos da América e a sua mulher estão hospitalizados em Houston, no Texas. George H. W. Bush foi admitido no sábado, devido a um problema respiratório derivado de pneumonia, enquanto Barbara Bush entrou esta quarta-feira no hospital, por sintomas de fadiga e tosse.

  • Nevão provocou corte de energia no centro dos EUA
    1:37

    Mundo

    Uma tempestade de neve no centro dos Estados Unidos da América provocou cortes no abastecimento de eletricidade, atrasos em voos e dificuldades na circulação rodoviária. Em Espanha, a descida das temperaturas levou à emissão de avisos em 30 províncias de norte a sul do país e deixou 27.700 alunos sem aulas em Valência.

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..