sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Primeiros refugiados podem chegar a Portugal em outubro

A ministra da Administração Interna, Anabela Rodrigues, avançou hoje que os primeiros refugiados podem começar a ser acolhidos em Portugal em outubro.

Família síria à chegada ao porto de Pireus, perto de Atenas.

Família síria à chegada ao porto de Pireus, perto de Atenas.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Ainda não há dados concretos relativamente a esse aspeto, mas eventualmente pode-se adiantar outubro como uma possibilidade, mas essa é uma situação em permanente evolução", afirmou, em declarações aos jornalistas.

Falando em Amarante, à margem da cerimónia de lançamento das novas instalações do Destacamento Territorial da GNR naquela cidade, a ministra afirmou: "Esse é um tema que estamos a acompanhar com toda a atenção e a trabalhar, não só a nível técnico, como também na preparação da participação do Estado português no próximo Conselho de Justiça e Assuntos Internos que vai ter lugar na segunda-feira".

Recordando que o Estado português mostrou, desde a primeira hora, a sua disponibilidade para "receber e acolher os refugiados que carecem de proteção nacional", a ministra assinalou haver já um grupo de trabalho que está "a preparar todo o dispositivo que, no terreno, vai criar as melhores condições".

"É um trabalho que envolve não só as instituições do Estado, como também instituições particulares de solidariedade, câmaras municipais e toda a sociedade civil que tem demonstrado estar aberta a responder a esta necessidade humanitária", concluiu Anabela Rodrigues.

Portugal vai receber 3.074 refugiados, no âmbito da recolocação de mais 120 mil pessoas por todos os Estados-membros anunciada hoje pelo presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, no Parlamento Europeu, em Estrasburgo.

Segundo os números divulgados, Portugal vai acolher 400 refugiados que se encontram atualmente em Itália, mais 1.291 que estão na Grécia e 1.383 que chegaram à Hungria.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Incêndio num estádio em Xangai destrói parte da bancada

    Mundo

    O Estádio Hongkou da equipa chinesa Shanghai Shenhua foi atingido esta terça-feira por um incêndio que acabou por danificar parte da bancada e algumas salas no interior da infraestrutura. Para o local, foi enviada uma equipa de bombeiros que conseguiu controlar as chamas.