sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Estado Islâmico adverte refugiados de que fugir para a Europa é "um pecado grave"

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) afirmou que os sírios que fogem para a Europa estão a cometer "um pecado grave" porque "essas terras dos cruzados regem as leis do ateísmo e da indecência", foi hoje divulgado.

Petros Giannakouris

Na edição de setembro da revista do grupo radical sunita, com o título Dabiq, os 'jihadistas' criticaram os sírios e os líbios que "arriscam as próprias vidas e as próprias almas" e que abandonam "voluntariamente a pátria do Islão pela terra dos infiéis".

O EI referiu igualmente que as crianças na Europa e nos Estados Unidos estão sob "a constante ameaça do sexo, da sodomia, das drogas e do álcool".

O grupo extremista reforçou que, mesmo que não caiam em pecado, é provável que as pessoas esqueçam a voz do Alcorão, o árabe, situação que "torna o regresso à religião [islamismo] e aos ensinamentos mais difícil".

O EI mostrou-se particularmente duro para aqueles que fogem do "califado", proclamado pelos 'jihadistas' em finais de junho de 2014 nos vastos territórios que controlam na Síria e no Iraque, garantindo, no entanto, que a maioria das famílias estão a fugir de zonas controladas pelo regime sírio ou pelas forças curdas.

Centenas de milhares de pessoas têm fugido dos conflitos que afetam o Médio Oriente e da repressão do EI, especialmente na Síria, para procurar um refúgio seguro na Europa.

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) informou esta semana que mais de 2.760 migrantes morreram este ano quando tentaram fazer a travessia do mar Mediterrâneo.

Ainda na edição de setembro da revista digital em inglês, os 'jihadistas' mostraram novas fotografias da destruição de dois templos da antiga cidade síria de Palmira, classificada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) como Património Mundial da Humanidade em 1980.

A publicação 'jihadista' também publicou as fotografias de dois reféns, o norueguês Ole Johan Grimsgaard-Ofstad e o chinês Fan Jinghui. Nas imagens, os dois reféns aparecem com cartazes com uma frase em inglês: "Prisioneiro à venda".

Lusa

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • 245 saltam de ponte de 30m no Brasil para Recorde do Guiness
    1:56
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.