sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Crise migratória vai dominar discurso de Guterres no Parlamento Europeu

O alto-comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), António Guterres, vai discursar na terça-feira, no Parlamento Europeu (PE), em Bruxelas, sobre os direitos humanos no contexto dos fluxos migratórios no Mediterrâneo.

António Guterres, alto-comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR)

António Guterres, alto-comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR)

© Muhammad Hamed / Reuters

Segundo o programa provisório hoje divulgado pelo PE, o português é um dos principais oradores, a par da responsável pela Política Externa da União Europeia, Federica Mogherini, e o Comissário Europeu para a Migração, Assuntos Internos e Cidadania, Dimitris Avramopoulos.

Os últimos números da Organização Internacional das Migrações (OIM) indicaram que mais de 2.760 migrantes morreram este ano na tentativa de atravessar o mar Mediterrâneo, mais 500 que em igual período do ano passado.

Do número total de vítimas, 2.630 morreram na travessia iniciada nas costas da Líbia e da Tunísia, 150 na travessia entre a Turquia e a Grécia, e 25 no estreito de Gibraltar.

Ao todo, em 2015 chegaram às costas europeias 378.343 pessoas, das quais 256.458 à Grécia, 119.619 a Itália, 2.166 a Espanha e 100 a Malta.

Das pessoas que chegaram à Grécia, 88.204 iniciaram a viagem na Síria, 32.414 no Afeganistão, 9.713 na Albânia, 9.445 no Paquistão e 5.421 no Iraque.

Dos migrantes que alcançaram as costas italianas, 25.657 eram da Eritreia, 11.899 da Nigéria, 7.538 da Somália, 5.658 do Sudão e 5.495 da Síria.

De entre os menores não acompanhados acolhidos nas costas italianas - única informação fornecida pela OIM - a maioria era da Eritreia, seguidos de sírios e somalis.

Lusa

  • Madonna diz que América nunca desceu tão baixo
    2:12

    Mundo

    No mundo artístico, foram várias as vozes que se levantaram contra Trump, entre elas Madonna. A cantora disse esta quinta-feira em Nova Iorque, a propósito do dia da tomada de posse, que nunca a América desceu tão baixo. Já o ator Matthew McConaughey - que está em Londres - garantiu que não ia perder a cerimónia pela televisão.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida