sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Áustria também repõe controlo nas fronteiras

A Áustria vai restabelecer temporariamente o controlo de fronteiras para fazer face ao fluxo crescente de migrantes, anunciou hoje a ministra do Interior. Já hoje a Eslováquia anunciou o controlo temporário nas fronteiras, depois da Alemanha o ter feito ontem.

© Leonhard Foeger / Reuters

"Sim, vamos fazer como a Alemanha, o que significa que controlos temporários nas fronteiras são permitidos no quadro de Schengen e que vamos fazer esses controlos nas fronteiras", disse Johanna Mikl-Leitner à imprensa em Bruxelas, à entrada para uma reunião de ministros da União Europeia (UE) sobre a crise migratória.

"Estamos neste momento a informar a Comissão (Europeia) disso", acrescentou.

Segundo a ministra, o controlo vai começar, "assim que for possível", na fronteira entre a Áustria e a Hungria e será feito ao longo "dos próximos dias".

A Áustria, disse, está a receber "fluxos migratórios maciços", tendo atualmente no país cerca de 18.000 refugiados.

O chanceler austríaco, Werner Faymann, anunciou horas antes que o governo decidiu enviar 2.200 militares para a fronteira para reforçar o controlo de entradas.

A Áustria é o terceiro país do espaço europeu de livre circulação, depois da Alemanha e da Eslováquia, a anunciar o restabelecimento dos controlos fronteiriços para fazer face ao fluxo de migrantes.

Nos termos do acordo de Schengen, a reintrodução temporária dos controlos nas fronteiras entre Estados-membros é "uma possibilidade excecional explicitamente prevista e regulada", justificada por "ameaça grave à segurança" ou "falhas graves nas fronteiras externas suscetíveis de colocar em risco o funcionamento global do espaço Schengen".

Com Lusa

  • Controlo de fronteiras e refugiados marcam cimeira europeia
    1:46

    Crise Migratória na Europa

    Os ministros do Interior e da Justiça da União Europeia reúnem-se hoje em Bruxelas para discutir a situação dos refugiados. A reunião ganha ainda mais importância depois da decisão da Alemanha, que ontem suspendeu o acordo de Schengen e reintroduziu o controlo de fronteiras, pelo menos na fronteira com a Áustria. A Hungria também prepara um pacote legislativo para fechar a fronteira com a Servia. O relato é da enviada da SIC Cândida Pinto.

  • Crise dos refugiados é "a ponta do icebergue"
    3:20

    Crise Migratória na Europa

    O Papa afirmou hoje que a crise dos refugiados na Europa é "a ponta do icebergue", criada por "um sistema socioeconómico mau e injusto". Em entrevista à Rádio Renascença, em Roma, Francisco considerou que o problema está no foco da sociedade que deixou de ser a pessoa e passou a ser o dinheiro. "Estes refugiados fogem da guerra, da fome, mas essa é a ponta do icebergue. Por baixo está a causa e a causa é um sistema socioeconómico mau e injusto, porque dentro de um sistema económico, dentro de tudo, dentro do mundo - falando do problema ecológico -, dentro da sociedade socioeconómica, dentro da política, o centro tem de ser sempre a pessoa", disse o Papa, lembrando que 17% da população mundial detém 80% das riquezas. "Temos que tratar as causas, onde há fome temos que criar fontes de trabalho, onde há guerra é preciso trabalhar pela paz. Hoje em dia, o mundo está em guerra contra si mesmo, uma guerra em fol

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.