sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Bilionário egípcio já está a negociar compra de duas ilhas gregas para instalar refugiados

O bilionário egípcio Naguib Sawiris disse hoje estar a negociar a compra de duas ilhas na Grécia para instalar milhares de refugiados da Síria e de outras zonas de conflito.

© Amr Dalsh / Reuters

"Identifiquei duas ilhas na Grécia (...) e estou atualmente em contacto com os seus proprietários. Estamos prontos para negociar, com a condição de que o Governo grego se comprometa a acomodar o maior número possível de refugiados", disse.

O empresário disse estar a aguardar "luz verde" das autoridades gregas para iniciar os "procedimentos administrativos para a chegada de refugiados".

O empresário propôs, no início de setembro, à Grécia e a Itália comprar ilhas com o objetivo de acomodar refugiados.

"Estou disposto a dar-lhes empregos através da construção do seu 'novo país'", disse na sua conta do Twitter.

Desde o início do ano, mais de 430.000 pessoas, incluindo sírios, que fogem de zonas de conflito e da pobreza deixaram os seus países de origem com a esperança de entrar na Europa.

Cerca de 2.800 morreram ou desapareceram, segundo a Organização Internacional para as Migrações.

Naguib Sawiris afirmou que vai reunir-se com o Alto-comissário da ONU para os Refugiados, António Guterres, para discutir possíveis formas de cooperação.

Uma ilha terá o nome de Aylan, disse o empresário, referindo-se à criança síria que se afogou no mar e cujo corpo foi recuperado numa praia da Turquia.

Lusa

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52