sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Portugal apoiou proposta da CE mas ainda não há acordo sobre os refugiados

A ministra da Administração Interna afirmou hoje, em Bruxelas, que Portugal apoiou a proposta de recolocação de 120 mil refugiados apresentada pela Comissão Europeia, mas não foi possível ainda chegar a acordo a 28.

© Dominic Ebenbichler / Reuters

Falando no final de uma reunião extraordinária de ministros do Interior da União Europeia (UE), na qual os 28 falharam um acordo sobre um sistema de repartição de mais 120 mil refugiados, Anabela Rodrigues revelou que Portugal "manifestou desde o primeiro momento disponibilidade para participar no esforço de acolhimento dos refugiados".

Anabela Rodrigues disse que a proposta da Comissão seria aceite por Portugal, mas uma decisão jurídica da União ficou adiada, previsivelmente para 08 de outubro.

A ministra rejeitou ainda assim que se esteja a assistir a mais um falhanço da UE, considerando que a União Europeia "está a dar passos seguros, firmes", e a "caminhar no sentido de encontrar a melhor solução".

Nesse sentido, referiu, os ministros dos 28 "confirmaram" hoje a decisão política de julho passado sobre o acolhimento de 40 mil refugiados (cabendo a Portugal 1.500), mas, relativamente à nova proposta da Comissão, de receção de mais 120 mil refugiados, embora haja uma maioria favorável (e baste maioria qualificada), não houve ainda um acordo que permitisse uma decisão jurídica, apesar de a proposta de Bruxelas que foi discutida já prever um regime voluntário, e não de quotas obrigatórias.

Questionada sobre se Portugal aceita a "quota" de cerca de três mil refugiados que consta da proposta da Comissão, Anabela Rodrigues confirmou que a proposta da Comissão "encontrou da parte de Portugal uma resposta positiva e a maior abertura para contribuir para a solução".

Sobre quando poderão os primeiros refugiados chegar a Portugal, apontou que estão em curso os procedimentos necessários, até porque, vincou repetidamente, "é preciso condições para receber as pessoas com dignidade".

A ministra da Administração Interna portuguesa sublinhou ainda que o Governo está "a tomar todas as medidas para que, quando os procedimentos estiverem concluídos", esse acolhimento possa ter lugar "o mais rapidamente possível".

Lusa

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira

  • "Estou grávida! Estou a morrer!"
    1:14

    Crise Migratória na Europa

    Mais de 160 pessoas foram resgatadas de uma embarcação de borracha que estava à deriva junto à zona costeira da Líbia. As imagens do resgate são de aflição, lágrimas e gritos. "Estou grávida! Estou a morrer!", disse uma das mulheres que conseguiu salvar-se. Foram ainda encontrados 13 cadáveres no fundo do barco, entre eles mães e mulheres grávidas. As imagens podem chocar as pessoas mais sensíveis.

  • Mulher vive sozinha numa ilha há 40 anos

    Mundo

    Zoe Lucas é a única pessoa a viver numa ilha canadiana, no norte do Atlântico. Nas últimas quatro décadas, a mulher de 67 tem partilhado a ilha Sable com cerca de 400 cavalos selvagens e 350 espécies de pássaros.