sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Migrantes retirados de dois acampamentos nos arredores de Paris

As autoridades francesas deram hoje início à retirada de migrantes de dois acampamentos, ocupados por mais de 500 pessoas nos arredores Paris e para onde foram destacadas forças policiais, constataram jornalistas da AFP nos locais.

© Charles Platiau / Reuters

O acampamento de Austerlitz, no sudeste de Paris, reunia cerca de 400 pesssoas, e o outro, no norte da capital, cerca de 150.

As operações decorriam de forma pacífica no início da manhã.

Segundo as autoridades locais, cada pessoa tem direito a alojamento de um mínimo de um mês em diferentes centros e transporte de autocarro, escreve a AFP.

A justiça deu luz verde na sexta-feira à retirada do acampamento de Austerlitz, que recentemente reunia cerca de 200 tendas.

As atenções estiveram nos últimos dias concentradas nos sírios e iraquianos vindos do sul da Alemanha, como parte do compromisso assumido pelo Presidente francês, François Hollande, de acolher urgentemente mil refugiados para aliviar a Alemanha.

No início de junho foram retirados os ocupantes de outro acampamento instalado sob a estação de metro de La Chapelle, no norte de Paris, que contava com 400 pessoas instaladas em condições muito precárias.


Lusa

  • Despenalização da eutanásia votada na terça-feira no Parlamento
    2:04
  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28

    Economia

    Com o crescimento do turismo, que continua a bater recordes, as companhias aéreas querem profissionais para reforçar as rotas com maior procura e oferecer novos destinos. Só a TAP prevê contratar mais 700 pessoas este ano para várias funções, incluindo 300 tripulantes de cabina e 170 pilotos.

  • Trump remarca encontro com Kim Jong-un no Twitter
    2:33

    Mundo

    A Coreia do Sul e a Coreia do Norte reuniram-se pela segunda vez em menos de um mês. Os Presidentes dos dois países dizem que estão a cooperar para que a cimeira entre Washington e Pyongyang, em Singapura, seja um sucesso. Donald Trump regressou ao Twitter para remarcar a cimeira a 12 de junho.