sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Portugal vai receber até 4.500 refugiados

Portugal vai acolher "até 4.500" refugiados que estão em Itália e na Grécia, confirmou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI) dando conta dos resultados da reunião de hoje, em Bruxelas, do Conselho de Justiça e Assuntos Internos Extraordinário.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Marko Djurica / Reuters

(Arquivo)

(Arquivo)

© Marko Djurica / Reuters

"Foi hoje aprovada, em Bruxelas, no Conselho de Justiça e Assuntos Internos (JAI) Extraordinário, uma decisão do Conselho que estabelece medidas adicionais no domínio da proteção internacional a favor de Itália e da Grécia. Portugal, que votou favoravelmente a proposta de Decisão, acolherá, ao longo dos próximos dois anos, até 4.500 beneficiários de proteção internacional", lê-se no comunicado do gabinete de imprensa do MAI.

O Ministério dirigido por Anabela Rodrigues recordou que o Conselho de hoje "aprovou a proposta de recolocação de emergência para mais 120 mil pessoas requerentes de asilo, a que acrescem os 40 mil abrangidos pela Decisão adotada no Conselho JAI Extraordinário do passado dia 14 de setembro".

Estas pessoas encontram-se na Grécia e Itália, especificou-se.

No texto do MAI, lembrou-se também que, "conforme tinha já referido no Conselho Extraordinário do passado dia 14, Portugal manifestou abertura para, em linha com a proposta da Comissão Europeia, acolher até 4.500 requerentes de proteção internacional".

Em Bruxelas, a ministra considerou hoje que a Europa encontrou uma "resposta que reflete um acordo equilibrado", em relação à recolocação de 120 mil refugiados, e informou que se mantém os números de pessoas que irão para Portugal.

Quando questionada sobre o número de refugiados que Portugal receberá à luz da decisão de hoje, a ministra referiu não haver "praticamente alteração em relação aquilo que tinha sido discutido no último conselho (de ministros)", pelo que o país receberá cerca de três mil pessoas em relação aos 120 mil refugiados e no total "cerca de 4.500/5.000".

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".