sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Portugal vai receber até 4.500 refugiados

Portugal vai acolher "até 4.500" refugiados que estão em Itália e na Grécia, confirmou hoje o Ministério da Administração Interna (MAI) dando conta dos resultados da reunião de hoje, em Bruxelas, do Conselho de Justiça e Assuntos Internos Extraordinário.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Marko Djurica / Reuters

(Arquivo)

(Arquivo)

© Marko Djurica / Reuters

"Foi hoje aprovada, em Bruxelas, no Conselho de Justiça e Assuntos Internos (JAI) Extraordinário, uma decisão do Conselho que estabelece medidas adicionais no domínio da proteção internacional a favor de Itália e da Grécia. Portugal, que votou favoravelmente a proposta de Decisão, acolherá, ao longo dos próximos dois anos, até 4.500 beneficiários de proteção internacional", lê-se no comunicado do gabinete de imprensa do MAI.

O Ministério dirigido por Anabela Rodrigues recordou que o Conselho de hoje "aprovou a proposta de recolocação de emergência para mais 120 mil pessoas requerentes de asilo, a que acrescem os 40 mil abrangidos pela Decisão adotada no Conselho JAI Extraordinário do passado dia 14 de setembro".

Estas pessoas encontram-se na Grécia e Itália, especificou-se.

No texto do MAI, lembrou-se também que, "conforme tinha já referido no Conselho Extraordinário do passado dia 14, Portugal manifestou abertura para, em linha com a proposta da Comissão Europeia, acolher até 4.500 requerentes de proteção internacional".

Em Bruxelas, a ministra considerou hoje que a Europa encontrou uma "resposta que reflete um acordo equilibrado", em relação à recolocação de 120 mil refugiados, e informou que se mantém os números de pessoas que irão para Portugal.

Quando questionada sobre o número de refugiados que Portugal receberá à luz da decisão de hoje, a ministra referiu não haver "praticamente alteração em relação aquilo que tinha sido discutido no último conselho (de ministros)", pelo que o país receberá cerca de três mil pessoas em relação aos 120 mil refugiados e no total "cerca de 4.500/5.000".

Lusa

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.