sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Concerto solidário de apoio aos refugiados dia 25 de outubro na Casa da Música

A Casa da Música anunciou hoje que vai realizar um concerto solidário para apoiar os refugiados do Médio Oriente e do Norte de África, no dia 25 de outubro, cuja receita integral vai ser entregue à Comissão Portuguesa para os Refugiados (CPR).

ASSOCIATED PRESS

De acordo com um comunicado desta casa de espetáculos, a Fundação da Casa da Música decidiu associar-se à CPR para ajudar os refugiados que fogem "da guerra e de perseguições religiosas e políticas".

O "concerto especial", que conta com um programa "particularmente belo" de poesia cantada, ocorre na Sala Suggia, pelas 18:00 do domingo, dia 25 de outubro e o bilhete tem um custo de dez euros.

Este evento conta com a atuação do Coro da Casa da Música, que vai interpretar peças dos artistas Claude Debussy, Paul Hindemith, Elliot Carter, Bernd Franke e Maurice Ravel.

O compositor Bernd Franke, "autor de uma das mais expressivas linguagens musicais da atualidade" é a figura central deste programa.

"A música coral de Debussy, Carter e Ravel completa este programa de inegável beleza, de onde sobressai ecos surpreendentes da grande tradição coral do renascimento e do período de ouro da polifonia", acrescenta a nota informativa.

Lusa

  • Portugueses e espanhóis protestam em Salamanca contra mina de urânio
    0:38

    País

    O Bloco de esquerda desafia o Governo português a exigir às autoridades espanholas uma avaliação do impacto ambiental da mina de urânio a 40 quilómetros da fronteira portuguesa. Este caso está gerar contestação entre os ambientalistas. Várias associações portuguesas participaram este sábado numa manifestação em Salamanca. A Quercus diz-se preocupada com o impacto da mina de urânio no território português.

  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de três armas da PSP, recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avança hoje que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • As gravações que provam que as autoridades conheciam o perfil violento de Nikolas Cruz
    1:35