sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Cerca de 8.500 refugiados chegaram à Croácia nas últimas 24 horas

Cerca de 8.500 refugiados chegaram nas últimas 24 horas à Croácia e grande parte já foi transportada até a fronteira com a Hungria, que contabilizou hoje quase 10.000 refugiados, segundo a contagem mais recente da polícia.

© Marko Djurica / Reuters

Desde que a Hungria fechou as suas fronteiras com a Sérvia no dia 15 de setembro - desde então os refugiados desviam o seu caminho pela Croácia -, chegaram ao país 73.500 refugiados e migrantes, segundo dados da polícia divulgados pela agência de notícias Hina.

Os refugiados entram no leste da Croácia através da Sérvia, outro país de trânsito da rota dos Balcãs, que começa na Grécia e atravessa também a Macedónia.

As autoridades croatas levam os refugiados de forma organizada até os postos de acolhimento e, daí, em autocarros e comboios até a fronteira com a Hungria, que por sua vez, transporta-os até a fronteira com a Áustria.

A cifra de entradas na Croácia foi no sábado um pouco menor que na sexta-feira, quando se registaram 10.000 de chegadas de refugiados.

Na Hungria, a polícia informou que intercetou, no sábado, 9.472 refugiados que entraram no país de maneira ilegal, na sua maioria cruzando a fronteira com a Croácia.

Na manhã de hoje já havia mais 5.000 refugiados a cruzar a fronteira da Hungria com a Áustria na localidade de Hegyeshalom, segundo informou a televisão pública M1.

Estes refugiados chegaram à fronteira em três comboios com 1.800 pessoas cada um.

Neste ano, o número de refugiados que entraram na Hungria procedentes de zonas de conflito no Médio Oriente supera os 250.000 e quase todos eles abandonaram o seu país em direção a países como a Alemanha e a Suécia.

Na Áustria, cerca de 12.000 refugiados entraram no país no sábado através da Hungria e ao redor de 13.000 passara a noite em alojamentos organizados pelas autoridades e pela Cruz Vermelha.

Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Novo vídeo do Daesh mostra crianças a treinar para matar
    3:35
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Trump propõe cortes orçamentais para pagar muro

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos está a propor cortes de milhões de dólares no orçamento para que os contribuintes norte-americanos, e não o México, paguem o muro a construir na fronteira entre os dois países.

  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.