sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Hungria interceta quase 17 mil refugiados no fim de semana

As autoridades húngaras intercetaram 16.878 refugiados que entraram ilegalmente no país entre sexta-feira e domingo, elevando para mais de 300.000 o número de aspirantes a um pedido de asilo, indicou hoje a polícia húngara.

Reuters

A grande maioria dos refugiados que chegou ao longo do fim de semana entrou pela Croácia, país que está a receber diariamente entre 5.000 a 7.000 pessoas que, na sua grande maioria, fogem dos conflitos na Síria, Iraque e Afeganistão e que pretendem chegar a países como a Áustria ou Alemanha, onde esperam obter asilo.

Após a Hungria ter encerrado a fronteira com a Sérvia, em meados de setembro, os refugiados oriundos do Médio Oriente modificaram a rota de entrada na Europa, via Croácia.

O Governo húngaro, do conservador Viktor Urban, está já a construir um novo muro na fronteira com a Croácia, com o mesmo objetivo, o de pôr cobro à entrada de refugiados no país.

Para os próximos dias aguarda-se que os chefes de Estado e de Governo dos países vizinhos da Hungria se reúnam para analisar a situação.

Nas últimas semanas, as relações diplomáticas entre os Estados da região deterioraram-se, com Budapeste a acusar Zagreb de não registar os refugiados, enquanto as autoridades croatas criticam a Hungria por construir um muro na fronteira comum.

  • "Almaraz: Uma bomba-relógio aqui ao lado"
    1:56
  • 105 detidos pela PSP e GNR nas últimas 24 horas

    País

    Só a GNR deteve 64 pessoas em flagrante delito, entre a noite de sexta-feira e o início da manhã deste sábado, a maioria das quais (47) por condução sob o efeito do álcool. A PSP de Lisboa efetuou 41 detenções em 24 horas, dez por tráfico de droga.

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.