sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Juncker acredita que crise de refugiados vai prolongar-se "durante anos"

A crise dos refugiados vai prolongar-se "durante anos", considerou esta quinta-feira o presidente da Comissão europeia Jean-Claude Juncker, para reafirmar que não alimenta "qualquer ilusão" sobre esta questão.

"Devemos dizer às pessoas que não é qualquer coisa de passageiro, de provisório, e que devemos viver durante muito tempo com este problema", disse o presidente da Comissão Europeia.

"Devemos dizer às pessoas que não é qualquer coisa de passageiro, de provisório, e que devemos viver durante muito tempo com este problema", disse o presidente da Comissão Europeia.

© Francois Lenoir / Reuters

"Devemos dizer às pessoas que não é qualquer coisa de passageiro, de provisório, e que devemos viver durante muito tempo com este problema", disse ainda.

"Esta crise dos refugiados vai prolongar-se por um certo número de anos. Não tenho qualquer ilusão de que aquilo a que assistimos atualmente venha a pertencer rapidamente ao passado", disse no decurso de uma conferência em Passau, sul da Alemanha, transmitida pela União Europeia (UE).

A Europa está confrontada com o maior afluxo de refugiados desde a Segunda Guerra Mundial, mas Juncker garantiu, ao retomar uma fórmula da chanceler alemã Angela Merkel, que o continente "consegue resolver isto", apesar de notar que, apenas em África, 8,5 milhões de refugiados podem pretender deslocar-se para a Europa.

No entanto, os países da UE permanecem divididos na forma de abordar este novo desafio. A Alemanha optou por permitir a entrada de dezenas de milhares de pessoas em fuga de zonas de conflito, em particular da Síria, enquanto a Hungria optou por construir barreiras e muros ao longo das suas fronteiras para impedir este fluxo proveniente da "rota dos Balcãs".

Numa óbvia referência à atitude de Budapeste, Juncker sustentou "não serem necessários novos muros na Europa e em particular entre Estados-membros da UE".

Ao visitar um centro de acolhimento em Passau, na fronteira com a Áustria, Juncker deslocou-se a um dos principais pontos de entrada de migrantes da Alemanha, em particular sírios em fuga da guerra.

Lusa

  • Hungria é o país que cria mais obstáculos aos refugiados
    6:07

    Mundo

    A Hungria é o país que coloca mais dificuldades aos refugiados. As fronteiras foram fechadas com arame farpado e há penas de prisão para quem entrar de forma ilegal. Um desafio à união da União Europeia e um paradoxo num pais cujo povo já esteve em situação semelhante.Há 50 anos, 200 mil húngaros viram-se obrigados a pedir refúgio fora do país, quando fugiam da opressão do regime pró-soviético. A reportagem é dos enviados da SIC.

  • Grã-Bretanha disponível a ajudar refugiados a chegar ao país
    0:48

    Crise Migratória na Europa

    A ministra do Interior da Grã-Bretanha diz que está disponível para ajudar os refugiados que querem chegar ao país sem que tenham de correr riscos durante a viagem. À margem de uma reunião de ministros do interior, no Luxemburgo, a ministra britânica referiu ainda que a União Europeia deve acelerar o processo de deportação de refugiados que não reúnem condições ou que não respeitam o asilo que lhes é confiado.

  • Moção de censura "dá voz à indignação de muitos portugueses"
    1:13

    País

    O CDS entregou, no gabinete do presidente da Assembleia da República, a moção de censura ao Governo. O deputado Nuno Magalhães diz que o documento é a voz de todos os portugueses que ficaram indignados com a falência dos serviços do Estado nos incêndios e acrescenta ainda que cabe agora aos partidos da esquerda avaliarem se houve falhas e se foram graves o suficiente para censurarem o Governo.

  • "Miúdos de 5 e 6 anos a perguntar: a minha casa ardeu, o meu pai está queimado?"
    4:55
  • Presidente visita zonas afetadas pelos fogos
    2:00

    País

    Numa visita inesperada, o Presidente da República esteve esta manhã em Vouzela, um dos concelhos mais atingidos pelos incêndios. Marcelo Rebelo de Sousa vai estar nos próximos dias no distrito de Viseu.

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • Tondela corta relações institucionais com Belenenses

    Desporto

    O Tondela anunciou esta quinta-feira o corte de relações institucionais com o Belenenses, que vai defrontar no domingo para a nona jornada da I Liga de futebol, na sequência do diferendo pelo não adiamento do jogo devido aos incêndios.