sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Portugal deverá receber refugiados na próxima semana

Portugal está entre os cinco países que comunicaram a Bruxelas estar prontos para receber refugiados. As próximas recolocações decorrem já na próxima semana.

© Eric Gaillard / Reuters

Uma semana depois de a Suécia ter recebido os primeiros 19 refugiados, que estavam em Itália, a Comissão Europeia espera que sejam recolocados mais 100 pessoas, que também estão atualmente naquele país.

A distribuição ainda não está fechada, mas, de acordo com fontes comunitárias, os requerentes de asilo deverão seguir para Portugal, Finlândia, Espanha, França e Alemanha.

As mesmas fontes lembraram a obrigação legal, decorrente da última cimeira de chefes de Estado e de Governo, de que todos os países terão de receber refugiados, mas acrescentaram que cinco estados-membros mostraram já interesse e afirmaram-se prontos para o processo.

Os números finais para cada país só devem ser conhecidos na sexta ou na segunda-feira, por estarem a decorrer análises entre as autoridades italianas e os oficiais de ligação de cada país.

Uma fonte ligada ao processo explicou que estão a ser feitas perguntas aos refugiados, como as línguas faladas ou a eventual existência de membros da família em Estados-membros para, dentro do possível, se fazer um encontro de vontades.

Acerca dos números de refugiados, a mesma fonte sublinhou que se devem levar em conta eventuais atrasos burocráticos, como aconteceu no primeiro voo de recolocação, que fez diminuir de 20 para 19 o número de pessoas que a voar de Itália para a Suécia.

Outra fonte comunitária notou que na cimeira de quinta e sexta-feira, a Comissão Europeia irá instar os países a concretizarem calendários para receberem os refugiados.

Da Grécia deverá sair "esta semana, ou na próxima semana", um voo de recolocação para o Luxemburgo.

Com Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.