sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Croácia autoriza entrada de milhares de migrantes concentrados na fronteira com a Sérvia

Galeria de fotos

A Croácia autorizou, hoje à tarde, a entrada no país de milhares de migrantes que estavam concentrados junto à sua fronteira com a Sérvia, noticiou a agência de notícias francesa, AFP.

Da Croácia para a Sérvia.

Da Croácia para a Sérvia.

© Marko Djurica / Reuters

Berkasovo, na Sérvia, perto da fronteira com a Croácia.

Berkasovo, na Sérvia, perto da fronteira com a Croácia.

© Marko Djurica / Reuters

Berkasovo, fronteira entre a Sérvia e a Croácia.

Berkasovo, fronteira entre a Sérvia e a Croácia.

© Marko Djurica / Reuters

© Marko Djurica / Reuters

"A polícia croata abriu a porta e todos os refugiados que estavam em frente à passagem fronteiriça entraram" na Croácia", disse à AFP Jan Pinos, voluntário checo no local.

Cerca de 3.000 migrantes concentraram-se hoje, devido à chuva forte, na fronteira entre a Sérvia e a Croácia à aguardando entrar em território croata, uma situação tensa que ameaçava descontrolar-se a qualquer momento.

A entrada de migrantes em território croata estava a fazer-se lentamente desde que a Eslovénia, que se tornou o novo país de passagem dos migrantes após o encerramento pela Hungria, na sexta-feira à noite, da sua fronteira com a Croácia, fez saber que limitaria a entrada no seu território a 2.500 migrantes por dia.

Em Berkasovo, ao longo de todo o dia de hoje, os migrantes estavam autorizados a entrar em pequenos grupos de 50 pessoas por hora, o que fazia temer a formação de um ponto de estrangulamento.

Mais de 15.000 migrantes, muitos dos quais refugiados fugindo aos conflitos no Médio Oriente, entraram na Macedónia no sábado e no domingo e estavam a dirigir-se para a Sérvia, a Croácia e, depois, a Eslovénia e a Europa Ocidental.

Lusa

  • Estacionamento às portas de Lisboa por 50 cêntimos/dia
    1:55

    País

    Lisboa vai ter novos parques de estacionamento, em zonas periféricas. O estacionamento vai custar 50 cêntimos por dia para condutores que tenham um título de transporte público válido.  A EMEL quer evitar a entrada de tantos carros no centro da cidade.