sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Juncker ralha com Estados membros por não cumprirem promessa de ajuda

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, criticou hoje os Estados-membros por não cumprirem as suas promessa de ajuda humanitária para ajudar a resolver a designada crise dos migrantes, salientando a "urgência" daquela ajuda.

© Juan Medina / Reuters

"A crise dos migrantes que estamos a viver não vai estar terminada no Natal, é uma crise que vai durar e é precisa uma ação de longo prazo", afirmou, durante uma reunião de partidos conservadores europeus em Madrid.

Os Estados-membros da União Europeia comprometeram-se com contribuições financeiras num total de 2,3 mil milhões de euros, mas até agora só entregaram 275 milhões de euros.

"Não vemos escrever poemas ou fazer promessas, vamos agir, porque há urgência. Temos de estar conscientes das nossas responsabilidades", disse Juncker.

Está a aparecer uma linha divisória entre governos europeus, com uns a verem a crise, antes de tudo, como uma questão de segurança, que exige uma ação forte no controlo das fronteiras europeias, a redução do fluxo de migrantes, o repatriamento dos que não têm direito a asilo e pagar a Estados terceiros, se for preciso, para que fiquem com os migrantes ou os mantenham afastados da Europa, e outros a considerarem o problema, antes de mais, como uma questão humanitária.

Lusa

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos únicos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Tiroteio em Espanha causa três mortos

    Mundo

    Um tiroteio na cidade espanhola de Teruel, na região de Aragão, fez esta quinta-feira três mortos, entre os quais dois elementos da Guardia Civil. O atirador está em fuga.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC