sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Confrontos entre migrantes e polícia francesa após reforço da segurança em Calais

A polícia francesa e um grupo de migrantes entraram hoje em confrontos próximo do porto de Calais (norte de França), o que levou o presidente da camada local a apelar ao "desmantelamento imediato" do campo de refugiados aí existente.

© Philippe Wojazer / Reuters

Segundo a agência France Presse, os confrontos começaram quando a polícia estava a efetuar procedimentos de controlo no campo de Teteghem, próximo de Calais, depois de indicações de que o centro estaria a ser controlado por uma rede de tráfico de pessoas.

Desconhece-se, para já, se há feridos.

O presidente da Câmara de Tataghem, Frank Dhersin, descreveu o centro de refugiados como uma "zona sem lei".

"Dei ordens para o desmantelamento imediato do campo, se necessário, pela força. O centro tem estado desde sempre nas mãos dos traficantes. É uma máfia que funciona como um gangue de tráfico de droga", disse Dhersin.

O edil de Teteghem referiu que as autoridades policiais francesas têm detido alguns traficantes na região, mas apenas "arraia-miúda", e acusou o Governo britânico de não conseguir deter os "chefes da máfia" que, assegurou, estão no Reino Unido.

O centro de refugiados de Teteghem alberga atualmente cerca de 250 migrantes, na sua maioria sírios, iraquianos, iranianos e vietnamitas, e acolhe os refugiados mais abastados, capazes de pagar milhares de euros para serem transportados, através do Canal da Mancha, para o Reino Unido.

Cerca de 6.000 outros refugiados estão reunidos noutro centro a poucos quilómetros, no campo "New Jungle" (Nova Selva), em Calais, ainda à espera de encontrar forma de seguirem pelo túnel de carro, comboio ou barco.

Hoje, o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, reivindicou que as medidas de reforço da segurança introduzidas na semana passada na região de Calais, que incluiu o envio de uma força adicional de 400 polícias, já começaram a dar fruto.

Cazeneuve sustentou que nenhum migrante consegue atravessar o Canal da Mancha desde domingo e que as tentativas diárias para o fazer baixaram de cerca de 1.300 para pouco mais de 240.

Com cerca de 1.125 polícias na região, Cazeneuve referiu que o forte dispositivo de segurança na região está a permitir "enviar uma mensagem" aos traficantes de pessoas.

Paralelamente, duas agências não-governamentais pediram hoje assistência humanitária de emergência para os emigrantes concentrados no campo "New Jungle", que incluem também o reforço de água potável e de serviços sanitários.

Lusa

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.