sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Naufrágio de barco que ia para Espanha causa 4 mortos e dezenas desaparecidos

Os serviços de socorro marítimos de Espanha anunciaram na noite de quinta-feira que recuperaram quatro corpos sem vida de migrantes depois de o barco que os transportava, saído de Marrocos, ter naufragado.

Rescue Navy / HANDOUT

Estes quatro mortos integravam um grupo de cerca de 50 pessoas, das quais apenas 15 foram salvas.

"Foram recuperados quatro cadáveres. São todos homens", declarou à agência noticiosa AFP um porta-voz dos serviços de socorro, adiantando que os corpos tinham sido detetados por um helicóptero.

As vítimas viajavam a bordo de uma embarcação sem condições, que transportava cerca de 50 pessoas, segundo o relato dos sobreviventes da travessia, 13 homens e duas mulheres.

O barco rachou e acabou por perder o fundo. Os passageiros foram encontrados no mar agarrados a pedaços da embarcação, na madrugada de quinta-feira.

Na quarta-feira, uma organização não-governamental tinha alertado para a partida desta embarcação durante a madrugada, de um local não longe de Al Hoceima, no norte de Marrocos, explicaram os serviços de socorro, em comunicado.

Acabou por ser localizada, a meio do dia de quinta-feira, a 39 milhas náuticas (72 quilómetros) ao largo das costas marroquinas por um avião da agência europeia de vigilância das fronteiras (Frontex).

Uma parte das tentativas de entrada de pessoas sem papéis em Espanha faz-se por mar, a par das tentativas de passar as vedações elevadas nos enclaves espanhóis em Marrocos de Ceuta e Melilla ou da dissimulação em camiões, contentores ou ainda sob os 'capots' das viaturas que passam na fronteira.

Em 2015, os dados atualizados da Organização Internacional das Migrações indicam que cerca de três mil pessoas tentaram alcançar Espanha atravessando o Mediterrâneo, o que compara com os 500 mil que o conseguiram chegando à Grécia e 140 mil à Itália.

Lusa

  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira