sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Naufrágio de barco que ia para Espanha causa 4 mortos e dezenas desaparecidos

Os serviços de socorro marítimos de Espanha anunciaram na noite de quinta-feira que recuperaram quatro corpos sem vida de migrantes depois de o barco que os transportava, saído de Marrocos, ter naufragado.

Rescue Navy / HANDOUT

Estes quatro mortos integravam um grupo de cerca de 50 pessoas, das quais apenas 15 foram salvas.

"Foram recuperados quatro cadáveres. São todos homens", declarou à agência noticiosa AFP um porta-voz dos serviços de socorro, adiantando que os corpos tinham sido detetados por um helicóptero.

As vítimas viajavam a bordo de uma embarcação sem condições, que transportava cerca de 50 pessoas, segundo o relato dos sobreviventes da travessia, 13 homens e duas mulheres.

O barco rachou e acabou por perder o fundo. Os passageiros foram encontrados no mar agarrados a pedaços da embarcação, na madrugada de quinta-feira.

Na quarta-feira, uma organização não-governamental tinha alertado para a partida desta embarcação durante a madrugada, de um local não longe de Al Hoceima, no norte de Marrocos, explicaram os serviços de socorro, em comunicado.

Acabou por ser localizada, a meio do dia de quinta-feira, a 39 milhas náuticas (72 quilómetros) ao largo das costas marroquinas por um avião da agência europeia de vigilância das fronteiras (Frontex).

Uma parte das tentativas de entrada de pessoas sem papéis em Espanha faz-se por mar, a par das tentativas de passar as vedações elevadas nos enclaves espanhóis em Marrocos de Ceuta e Melilla ou da dissimulação em camiões, contentores ou ainda sob os 'capots' das viaturas que passam na fronteira.

Em 2015, os dados atualizados da Organização Internacional das Migrações indicam que cerca de três mil pessoas tentaram alcançar Espanha atravessando o Mediterrâneo, o que compara com os 500 mil que o conseguiram chegando à Grécia e 140 mil à Itália.

Lusa

  • ANACOM apresenta recomendações para melhorar redes de telecomunicações
    1:17

    País

    A ANACOM entregou um conjunto de recomendações ao Governo, Parlamento, municípios e operadores de telecomunicações. A autoridade reguladora em Portugal das comunicações eletrónicas propõe que os cabos aéreos de telecomunicações sejam substituídos por cabos subterrâneos, entre outras coisas. O objetivo é impedir que as redes fiquem em baixo perante incêndios ou outras catástrofes.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC