sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Naufrágio de barco que ia para Espanha causa 4 mortos e dezenas desaparecidos

Os serviços de socorro marítimos de Espanha anunciaram na noite de quinta-feira que recuperaram quatro corpos sem vida de migrantes depois de o barco que os transportava, saído de Marrocos, ter naufragado.

Rescue Navy / HANDOUT

Estes quatro mortos integravam um grupo de cerca de 50 pessoas, das quais apenas 15 foram salvas.

"Foram recuperados quatro cadáveres. São todos homens", declarou à agência noticiosa AFP um porta-voz dos serviços de socorro, adiantando que os corpos tinham sido detetados por um helicóptero.

As vítimas viajavam a bordo de uma embarcação sem condições, que transportava cerca de 50 pessoas, segundo o relato dos sobreviventes da travessia, 13 homens e duas mulheres.

O barco rachou e acabou por perder o fundo. Os passageiros foram encontrados no mar agarrados a pedaços da embarcação, na madrugada de quinta-feira.

Na quarta-feira, uma organização não-governamental tinha alertado para a partida desta embarcação durante a madrugada, de um local não longe de Al Hoceima, no norte de Marrocos, explicaram os serviços de socorro, em comunicado.

Acabou por ser localizada, a meio do dia de quinta-feira, a 39 milhas náuticas (72 quilómetros) ao largo das costas marroquinas por um avião da agência europeia de vigilância das fronteiras (Frontex).

Uma parte das tentativas de entrada de pessoas sem papéis em Espanha faz-se por mar, a par das tentativas de passar as vedações elevadas nos enclaves espanhóis em Marrocos de Ceuta e Melilla ou da dissimulação em camiões, contentores ou ainda sob os 'capots' das viaturas que passam na fronteira.

Em 2015, os dados atualizados da Organização Internacional das Migrações indicam que cerca de três mil pessoas tentaram alcançar Espanha atravessando o Mediterrâneo, o que compara com os 500 mil que o conseguiram chegando à Grécia e 140 mil à Itália.

Lusa

  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01
  • Depois do Fogo
    23:30
  • "A culpa morre sozinha?"
    0:41

    Opinião

    Luís Marques Mendes não acredita que o Ministério Público não formule uma acusação de homicídio por negligência e que não haja demissões na sequência do incêndio de Pedrógão Grande. O comentador da SIC debateu o tema este domingo no Jornal da Noite da SIC.

    Luís Marques Mendes

  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11
  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.