sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Treze crianças entre os mortos nos naufrágios ao largo de ilhas gregas

Os dois naufrágios que ocorreram hoje junto à costa das ilhas gregas de Kalymnos e Rhodes, no mar Egeu, provocaram pelo menos 22 mortes, entre as quais de 13 crianças, tendo sido salvas 144 pessoas, revelaram as autoridades.

© Giorgos Moutafis / Reuters


Esta madrugada, um barco de madeira, em que viajavam mais de 100 pessoas, afundou-se ao largo das ilhas de Kalymnos e Kalolimnos, enquanto outra embarcação se encontrava à deriva no norte de Rhodes.

As operações de salvamento, em que foram resgatadas pelo menos 144 pessoas, têm vindo a ser dificultadas pelos fortes ventos no Mediterrâneo.

Em Kalymnos, as autoridades recuperaram os corpos de 19 migrantes, entre os quais seis mulheres, oito crianças e dois bebés. Testemunhas citadas pelas autoridades gregas relataram que pelo menos 150 pessoas tentavam chegar à costa da ilha de Kalymnos provenientes da Turquia num dos barcos.

Foram salvas 138 pessoas e as autoridades mantêm as buscas para encontrar eventuais desaparecidos.

Um outro barco naufragou ao largo de Rhodes, provocando a morte a três pessoas, uma mulher, uma criança e um bebé, estando outras três pessoas desaparecidas, enquanto seis foram salvas.

Estes novos dramas juntam-se a uma série de naufrágios ocorridos quarta-feira ao largo de Lesbos e Samos, cujo balanço provisório de mortes é de 17, entre as quais 11 crianças.

Durante o mês de outubro, o número de mortos do êxodo para a Europa encontrados em águas gregas do mar Egeu foi de 68, a maioria crianças, de acordo com um relatório elaborado pela de noticias France Presse (AFP) com base em dados fornecidos pela policia grega do porto.

Quatro barcos da guarda costeira grega, um navio da Frontex e um helicóptero Puma participam nas operações no mar Egeu.

As críticas das associações humanitárias têm-se multiplicado à atuação da Frontex -- Agencia Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia -- acusada de falta de capacidade de resposta para salvar vidas.

Reagindo aos últimos acontecimentos, o Alto Comissário para os Refugiados exprimiu quinta-feira a sua "profunda inquietação", sublinhando que o "agravar das condições meteorológicas" agravam a sorte dos migrantes.

Por seu turno, o governo grego lançou um apelo à Europa para garantir a segurança dos refugiados, proporcionando-lhes acesso legal aos países da União Europeu.

Desde o início do ano, mais de 560.000 migrantes e refugiados chegaram à Grécia por mar, de um total de 700.000 que chegou à Europa pelo Mediterrâneo, segundo a organização internacional para as migrações (OIM). Mais de 3.200 pessoas morreram nessas travessias.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC