sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Primeiro voo de recolocação de refugiados desde a Grécia na quarta-feira

O primeiro voo de recolocação de refugiados desde a Grécia decorrerá na quarta-feira com destino ao Luxemburgo, informou esta terça-feira a Comissão Europeia, precisando que viajarão 30 pessoas.

Os 28 Estados-membros concordaram em recolocar 160 mil pessoas, num período de dois anos e com base num orçamento comunitário de 780 milhões de euros.

Os 28 Estados-membros concordaram em recolocar 160 mil pessoas, num período de dois anos e com base num orçamento comunitário de 780 milhões de euros.

© Antonio Bronic / Reuters

A presenciar esta deslocação desde Atenas estarão o comissário responsável pelas migrações, Dimitris Avramopoulos, o ministro dos Negócios Estrangeiros luxemburguês, Jean Asselborn, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, e o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.

Avramopoulos lembrou que mais de 600 mil pessoas chegaram à Grécia este ano, pelo que a recolocação na quarta-feira será um "momento simbólico", além de um "primeiro passo crucial num processo que terá que ser sistemático".

"É altura de aumentar a velocidade, de ter todos os 'hotspots' (equipas de registo de refugiados) em pleno funcionamento e tornar as recolocações um acontecimento regular", acrescentou o responsável, instando os Estados-membros a tomarem as medidas necessárias para acelerar o processo.

O contacto entre os responsáveis políticos e os refugiados está previsto para as 06:45 de Lisboa.

Os 28 Estados-membros concordaram em recolocar 160 mil pessoas, num período de dois anos e com base num orçamento comunitário de 780 milhões de euros.

O primeiro voo de recolocação ocorreu a 09 de outubro quando 19 eritreus viajaram de Itália para Suécia, seguindo-se a transferência, no mesmo percurso, de outros 19 cidadãos da Eritreia e da Síria, a 21 de outubro. No mesmo dia, seguiram 48 pessoas de Itália para a Finlândia.

Na semana passada, a Comissão Europeia previu que os próximos países a receber pessoas deverão ser França e Espanha.

Portugal comprometeu-se a receber cerca de 4.500 refugiados.

O executivo da União Europeia informou ainda ter desbloqueado um financiamento adicional de dois milhões de euros para o Alto- Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados apoiar os refugiados da rota dos Balcãs.

Com este dinheiro, incluído num pacote de 17 milhões de euros anunciado no início de outubro, 200 mil pessoas vão receber roupa de aquecimento, proteção e abrigo temporário.

Para ajuda de deslocados dentro da Síria foram destinados 62 milhões de euros, acrescentou hoje a Comissão Europeia, que já tinha anunciado apoios humanitários de 43 milhões de euros para o Líbano e 28 milhões de euros para a Jordânia.

Lusa

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.