sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

UE destina mais 62 milhões de euros para refugiados da Síria

A Comissão Europeia anunciou esta terça-feira que vai destinar 62 milhões de euros em ajuda humanitária para apoiar os sírios deslocados devido ao conflito no país, perante a deterioração das condições de segurança.

A Comissão Europeia tinha já anunciado um financiamento de 43 milhões de euros para o Líbano e de 28 milhões para a Jordânia.

A Comissão Europeia tinha já anunciado um financiamento de 43 milhões de euros para o Líbano e de 28 milhões para a Jordânia.

© Muhammad Hamed / Reuters

O executivo comunitário explicou que este novo financiamento é concedido num "momento crítico" e vai servir para preparar o inverno e cobrir as necessidades básicas dos refugiados e das comunidades de acolhimento, como cuidados de saúde, acesso a água potável, habitação e educação, de acordo com um comunicado.

"Temos que continuar a conseguir ajuda humanitária para os sírios porque o inverno vai trazer dificuldades adicionais para os mais vulneráveis", afirmou o comissário europeu para a Ajuda Humanitária e Gestão de Crises, Christos Stylianides, após uma visita à Jordânia e ao Líbano.

Stylianides disse, depois da visita a estes dois países, que a ajuda europeia "faz e continuará a fazer a diferença", mas sublinhou que "a paz é a única solução que pode pôr fim à crise dos refugiados, uma crise humanitária".

A Comissão Europeia tinha já anunciado um financiamento de 43 milhões de euros para o Líbano e de 28 milhões para a Jordânia.

Ao todo, 133 milhões de euros em ajuda humanitária adicional serão destinados, este ano, à Síria, Líbano e Jordânia.

Estes fundos adicionais procedem dos 200 milhões de euros de ajuda humanitária adicional para este ano, propostos pela Comissão a 23 de setembro.

O objetivo é apoiar o trabalho da agência das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) e do Programa Alimentar Mundial (PAM), e de outras organizações que trabalham no terreno na assistência aos refugiados.

A UE é o principal doador para a crise na Síria, com mais de 4.200 milhões de euros em ajuda ao desenvolvimento e assistência económica e para a estabilização.

Lusa

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.