sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Plataforma de Apoio aos Refugiados apresenta hoje resultados da campanha

A Plataforma de Apoio aos Refugiados (PAR) apresenta hoje, em Lisboa, o apoio que está a ser dado aos refugiados e deslocados internos nos países de origem no âmbito da campanha PAR Linha da Frente.

© Ognen Teofilovski / Reuters

Durante a sessão, que vai decorrer no Museu da Eletricidade, a PAR vai revelar o valor dos donativos angariado até ao momento pela campanha de recolha de fundos, como a Cáritas e o Serviço Jesuíta aos Refugiados (JRS) estão a ajudar no local de origem dos refugiados e as perspetivas da campanha PAR Linha da Frente.

Segundo a Plataforma de Apoio aos Refugiados, a PAR Linha da Frente permite dar apoio aos refugiados nos países de origem ou vizinhos, através do trabalho da Cáritas e do JRS, recolhendo fundos para apoio ao trabalho local com população em risco e refugiados, permitindo-lhes viver com mais dignidade e segurança.

A PAR indica que, para apoiar os refugiados nos seus países de origem, tem estado a ser feita uma campanha de recolha de fundos para o trabalho da Cáritas e do JRS no Médio Oriente, particularmente no Líbano, no apoio a refugiados e deslocados internos.

Para tal, foi criada uma conta bancária, revertendo a totalidade dos donativos para o trabalho na linha da frente no apoio a estas pessoas.

A PAR, plataforma da qual fazem parte várias organizações da sociedade civil portuguesa, inclui duas áreas de atuação: acolhimento e integração de crianças refugiadas e das suas famílias em Portugal e apoio aos refugiados no seu país de origem.

Portugal vai receber, ao abrigo do Programa de Relocalização de Refugiados na União Europeia (UE), cerca de 4.500 pessoas nos próximos dois anos.

Fonte da Comissão Europeia disse à agência Lusa, na quarta-feira, que os primeiros refugiados poderão chegar a Portugal na "próxima semana ou dentro de duas semanas".

Lusa

  • Ronaldo terá colocado milhões de euros nas Ilhas Virgens britânicas
    4:15

    Desporto

    José Mourinho e Cristiano Ronaldo são apenas dois dos nomes da maior fuga de informação na história do desporto. A plataforma informática Football Leaks forneceu milhões de documentos à revista alemã Der Spiegel, entre os quais documentos que indicam que o capitão da seleção nacional terá colocado milhões de euros da publicidade nas Ilhas Virgens britânicas. Os dados foram analisados por um consórcio de 60 jornalistas, do qual o Expresso faz parte, numa investigação que pode ler este sábado no semanário.

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.