sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Grupo de refugiados chega hoje a Portugal

Um grupo de 22 refugiados que estava no Egito chega hoje a Portugal, no âmbito da quota anual entre Portugal e o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR).

© Michalis Karagiannis / Reuter

Inicialmente estava previsto a chegada de 44 refugiados, mas hoje só vêm para Portugal 22, uma vez que o voo comercial no qual viajavam um grupo foi cancelado devido à greve de pessoal de cabine da Lufhtansa, não existindo ainda data para a chegada dos restantes, segundo o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

O grupo de 22 refugiados, que chega ao aeroporto de Lisboa cerca das 13:00, integra o número anual de reinstalação definido pelo Governo com o ACNUR e os seus elementos têm o estatuto de refugiados reinstalados.

Numa nota enviada em outubro à agência Lusa, o SEF referiu que os 44 refugiados já deviam ter chegado a Portugal em setembro, mas "uma situação burocrática no Egito" impediu a sua saída do campo de refugiados do Cairo.

De acordo com o SEF, a maioria dos refugiados provém da Síria, existindo também cidadãos da Eritreia e Sudão, encontrando-se no Cairo já há algum tempo, sob mandado do ACNUR.

Os refugiados são maioritariamente famílias com crianças pequenas e vão ficar instalados em Penela e na área de Lisboa, refere aquele serviço de segurança, sublinhando que a reinstalação está a ser preparada com a cooperação das Organizações Não Governamentais (ONG), como o Conselho Português para os Refugiados, o Serviço Jesuíta aos Refugiados e a Fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional.

Em Penela, vão ficar a morar em apartamentos autónomos cinco famílias, num total de 20 pessoas.

O SEF refere ainda que a viagem e acolhimento destes refugiados foram preparados pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e pela Organização Internacional de Migrações (OIM), no âmbito de um protocolo assinado em abril.

Estes refugiados, que agora chegam a Portugal, não fazem parte dos mais de 4.500 que Portugal vai receber nos próximos dois anos ao abrigo do Programa de Relocalização de Refugiados na União Europeia, definido em setembro.

O primeiro grupo destes refugiados, composto por 30 pessoas e que se encontra em Itália, deve chegar a Portugal no final do mês de novembro.

Lusa

  • Portugal recebe amanhã 22 refugiados

    País

    Portugal vai receber, amanhã, 22 dos 44 refugiados previstos, uma vez que o voo que transportava um dos grupos foi cancelado devido à greve da Lufhtansa, indicou hoje o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.