sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Primeira família de refugiados em Fafe vai ser alojada em apartamento na cidade

Uma família de refugiados constituída por dois adultos e duas crianças vai ser alojada num apartamento no centro da cidade de Fafe, disponibilizado pela câmara local, avançou hoje à Lusa o presidente do município.

Lusa

Lusa

Pedro Nunes

Segundo Raul Cunha, está tudo a ser preparado para criar as melhores condições de acolhimento e integração, por um período de dois anos.

"São seres humanos como nós e por isso merecem todo o nosso apoio", destacou.

Um protocolo nesse sentido foi hoje assinado no Porto entre três câmaras municipais e a Plataforma de Apoio aos Refugiados, no âmbito do projeto "PAR Famílias". Além de Fafe, também Resende e Góis assinaram o documento.

No caso de Fafe, segundo o autarca, este é "o pontapé de saída" de um processo que deverá ser alargado a mais famílias.

"Queremos dar o exemplo e esperamos que outras instituições do concelho o possam seguir", frisou, recordando haver juntas de freguesia que têm espaços de acolhimento disponíveis.

Do lado da Câmara, acrescentou Raul Cunha, poderá ainda haver disponibilidade para alojar uma segunda família, embora mais pequena.

Quanto à primeira família, previu, tudo vai ser feito para que a integração decorra com normalidades, disponibilizando apoios na alimentação, vestuário, educação, saúde, integração laboral e aprendizagem da língua portuguesa.

O apartamento deverá ser mobilado e equipado com o apoio do comércio local, prevê o edil.

Não está ainda definido o calendário da chegada dos primeiros refugiados a Fafe, nem a família em concreto, acrescentou.

A recetividade de Fafe para acolhimento dos refugiados foi anunciada há vários meses pela autarquia local. O presidente recordou então à Lusa que a localidade tem tradição, como "terra ligada às causas da justiça e dos valores".

Em abril, no segundo encontro internacional "Terra Justa", que vai decorrer naquela cidade, o tema "refugiados" estará no centro dos trabalhos.

Lusa

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Casos de cancro nos pulmões diminuem
    3:08

    País

    O mapa do cancro em Portugal está a mudar, pela primeira vez os casos de cancro do cólon ultrapassaram os do pulmão. A proibição de fumar em locais públicos tem levado à diminuição dos casos de tumores pulmonares.

  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28