sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Alabama e Michigan vão recusar entrada de refugiados sírios

Os governadores do Alabama e do Michigan anunciaram hoje que vão suspender o programa de acolhimento de refugiados sírios nestes dois estados norte-americanos, alegando preocupações de segurança depois dos ataques do fim de semana em Paris.

Reuters

Reuters

© Alexandros Avramidis / Reuter

"Depois de ter em total consideração os ataques terroristas deste fim de semana contra cidadãos inocentes em Paris, eu vou opor-me a qualquer tentativa de realojar refugiados sírios no Alabama, anunciou o governador deste estado, Robert Bentley.

"Como vosso governador, não vou ficar impávido com uma política que coloca os cidadãos do Alabama em perigo", acrescentou o responsável, considerando que os ataques são "uma lembrança terrível de que o mal existe e toma a forma de terroristas que procuram destruir as liberdades básicas" dos norte-americanos e que devem ser protegidos.

Assim, concluiu: "Não vou sujeitar os habitantes do Alabama ao mais pequeno risco de ataque ao nosso povo".

O governador do Michigan, por seu lado, afirmou que decidiu suspender a chegada de refugiados sírios, ao abrigo de um programa criado pelo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

"Dada a terrível situação em Paris, instruí [os serviços competentes] para suspenderem os nossos esforços na aceitação de refugiados até que o Departamento de Segurança Interna faça uma completa revisão dos procedimentos de segurança", disse o governador Rick Snyder, em comunicado.

"Vão ser dias difíceis para o povo de França e eles permanecem nas nossas orações e pensamentos", acrescentou o governador do Estado que tem a maior concentração de habitantes do Médio Oriente.

"Também é importante lembrar que estes ataques são os esforços de extremistas e não refletem a maneira pacífica dos povos do Médio Oriente que cá estão, e no resto do mundo", acrescentou.

Segundo o jornal Detroit Free Press, cerca de 200 mil refugiados chegaram ao Michigan no ano passado, dois mil dos quais provenientes da Síria.

O grupo extremista Estado Islâmico reivindicou no sábado, em comunicado, os atentados de sexta-feira em Paris, que causaram pelo menos 129 mortos, entre os quais dois portugueses.

De acordo com o último balanço feito pelos hospitais, das 415 pessoas que foram atendidas nos hospitais após os ataques, pelo menos 42 feridos continuavam no domingo à tarde em vigilância intensiva em unidades de reanimação.

Os ataques, perpetrados por pelo menos sete terroristas, que morreram, ocorreram em vários locais da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha. Os jogadores das duas equipas acabaram mesmo por passar a noite no recinto.

A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras na sequência daquilo que o Presidente François Hollande classificou como "ataques terroristas sem precedentes no país".

Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Várias granadas e munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Ronaldo dispensado da seleção para ir conhecer os filhos

    Taça das Confederações

    A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) informou em comunicado que Cristiano Ronaldo foi dispensado da Taça das Confederações "para que possa conhecer os seus filhos". Numa mensagem no Facebook, o jogador mostrou-se sensibilizado com a decisão da Federação, acrescentando ainda que está "muito feliz por poder, finalmente, estar com os (...) filhos pela primeira vez".

  • Crise na Venezuela faz aumentar casos de desnutrição infantil
    2:13
  • Mulher mata namorado em brincadeira com arma no Youtube

    Mundo

    Uma mulher do Minnesota, nos EUA, está a ser acusada de disparar mortalmente sobre o namorado quando ambos faziam um vídeo para publicar no Youtube. Monaliza Perez, de 20 anos, foi detida depois de disparar sobre Pedro Ruiz, que segurava um livro junto ao seu peito, confiante que seria o suficiente para parar a bala.

  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".

  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25