sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Banksy usa história de Steve Jobs para alertar para crise migratória

Um novo grafiti de Banksy foi descoberto numa parede no campo de refugiados de Calais, conhecido como "A Selva". O britânico, cuja identidade é desconhecida, quer chamar a atenção para a questão dos refugiados num dos locais mais problemáticos da Europa.

Na "Selva" de Calais, Banksy relembra que a Apple só existe porque os EUA deixaram um dia entrar um rapaz oriundo de Homs, Síria - o pai de Steve Jobs.

Na "Selva" de Calais, Banksy relembra que a Apple só existe porque os EUA deixaram um dia entrar um rapaz oriundo de Homs, Síria - o pai de Steve Jobs.

banksy.co.uk

O mural retrata o fundador da Apple, Steve Jobs, com um saco de lixo preto ao ombro e um dos primeiros computadores Apple noutra mão. Referência ao passado de Jobs, filho de um migrante sírio que foi para os Estados Unidos após a IIª Guerra Mundial.

Numa rara declaração a acompanhar a obra, o artista urbano sublinha: "somos muitas vezes levados a acreditar que a imigração suga todos os recursos de um país, mas Steve Jobs era filho de um migrante sírio. A Apple é uma das empresas com maior lucro do mundo, paga mais de 7 mil milhões de dólares por ano em impostos - e apenas existe porque os EUA deixaram um dia entrar um rapaz oriundo de Homs, Síria".

Este último grafiti faz parte de uma série de murais que o artista tem feito em Calais para alertar para a crise migratória, mas prossegue outros projetos para avivar as consciências sociais. O parque temático temporário que criou e que encerrou em setembro, "Dismaland", tem sido ainda aproveitado. As infraestruturas estão a ser utilizadas para construir abrigos para os 7 mil migrantes que se encontram em Calais, sobretudo sírios, eritreus e afegãos.

  • Défice recua quase 400 milhões de euros em janeiro

    Economia

    O buraco das contas públicas atingiu os 625 milhões de euros no primeiro mês de 2017, segundo os dados da execução orçamental. É uma redução de 397 milhões, quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

    Em desenvolvimento

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.