sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Banksy usa história de Steve Jobs para alertar para crise migratória

Um novo grafiti de Banksy foi descoberto numa parede no campo de refugiados de Calais, conhecido como "A Selva". O britânico, cuja identidade é desconhecida, quer chamar a atenção para a questão dos refugiados num dos locais mais problemáticos da Europa.

Na "Selva" de Calais, Banksy relembra que a Apple só existe porque os EUA deixaram um dia entrar um rapaz oriundo de Homs, Síria - o pai de Steve Jobs.

Na "Selva" de Calais, Banksy relembra que a Apple só existe porque os EUA deixaram um dia entrar um rapaz oriundo de Homs, Síria - o pai de Steve Jobs.

banksy.co.uk

O mural retrata o fundador da Apple, Steve Jobs, com um saco de lixo preto ao ombro e um dos primeiros computadores Apple noutra mão. Referência ao passado de Jobs, filho de um migrante sírio que foi para os Estados Unidos após a IIª Guerra Mundial.

Numa rara declaração a acompanhar a obra, o artista urbano sublinha: "somos muitas vezes levados a acreditar que a imigração suga todos os recursos de um país, mas Steve Jobs era filho de um migrante sírio. A Apple é uma das empresas com maior lucro do mundo, paga mais de 7 mil milhões de dólares por ano em impostos - e apenas existe porque os EUA deixaram um dia entrar um rapaz oriundo de Homs, Síria".

Este último grafiti faz parte de uma série de murais que o artista tem feito em Calais para alertar para a crise migratória, mas prossegue outros projetos para avivar as consciências sociais. O parque temático temporário que criou e que encerrou em setembro, "Dismaland", tem sido ainda aproveitado. As infraestruturas estão a ser utilizadas para construir abrigos para os 7 mil migrantes que se encontram em Calais, sobretudo sírios, eritreus e afegãos.

  • Marcelo condecora hoje Francisco Sá Carneiro a título póstumo
    0:55

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa vai condecorar hoje Francisco Sá Carneiro, a título póstumo. A cerimónia será incluída nas celebrações do 25 de Abril. Também a título póstumo, o Presidente da República vai ainda homenagear o antigo bispo do Porto D. António Ferreira Gomes. As condecorações têm lugar esta tarde no Palácio de Belém para onde já estava marcada a condecoração do arquiteto Siza Vieira. Todos, diz Marcelo, são figuras ligadas à liberdade e democracia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.