sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Corpos de 21 pessoas encontrados em praias turcas

As autoridades turcas encontraram hoje os corpos de 21 migrantes, entre os quais três crianças, no litoral do país. Terão morrido afogados quando o barco onde seguiam tentava chegar à iha de Lesbos, na Grécia, avança a agência Reuters.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Yannis Behrakis / Reuters

A guarda costeira turca e a polícia continuam as buscas por mais vítimas, depois de terem conseguido salvar oito das pessoas que seguiam numa das embarcações.

Os corpos foram encontrados em dois locais distintos. Numa das praias em Ayvalik estavam onze cadáveres, outros dez foram descobertos em Dikili, segundo as autoridades turcas.

Os migrantes, cuja nacionalidade é ainda desconhecida, naufragaram devido ao mau tempo, pouco depois de terem partido da região de Dikili, na Turquia, segundo informaram as autoridades, citadas pela Dogan.

Os corpos foram encontrados numa praia no distrito de Ayvalik, a poucas milhas da ilha grega de Lesbos.

Segundo a Organização Internacional de Migrações, cerca de 700 pessoas, a maioria refugiados que fogem dos conflitos na Síria e no Iraque, morreram ou desapareceram no ano passado ao tentarem atravessar o mar Egeu com o objetivo de chegarem à Grécia, porta de entrada na União Europeia.

EM ATUALIZAÇÃO/Com Lusa

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06