sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Petição sugere Nobel de Paz para habitantes das ilhas gregas que recebem refugiados

Uma petição criada na plataforma Avaaz, e que já recolheu mais de 216.000 assinaturas, está a sugerir que o próximo prémio Nobel da Paz seja atribuído às populações das ilhas gregas pela sua contribuição na ajuda à crise dos refugiados.

Voluntário grego ajuda um barco com refugiados a chegar à ilha de Lesbos.

Voluntário grego ajuda um barco com refugiados a chegar à ilha de Lesbos.

Santi Palacios / AP

"As populações das ilhas gregas do Mar Egeu (e muitas organizações com fins não-lucrativos de todo o mundo e os gregos na diáspora) fizeram e continuam a fazer todo o possível para ajudar os refugiados sírios e dar-lhes o conforto possível, embora eles próprios tenham pouco para oferecer e apesar de estarem submetidos há muitos anos a uma grave crise económica", refere a petição, com origem nos Estados Unidos.

O autor da iniciativa argumenta ainda que a população das ilhas gregas que tem ajudado os refugiados à chegada da perigosa travessia do Mar Egeu tem demonstrado "um exemplo de amor ao próximo, de entrega e respeito por pessoas que lhes são completamente estranhas", com um "contributo muito significativo para a paz e estabilidade no mundo".

A petição sugere que o Nobel da Paz seja entregue aos habitantes de Lesbos, Chios, Kos e outras ilhas por onde terão transitado em 2015 cerca de 800 mil pessoas, na larga maioria provenientes das regiões de conflito no Médio Oriente, Ásia e África.

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC