sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Corpos de três crianças e cinco adultos resgatados ao largo da Grécia

Os corpos de três homens e duas mulheres deram à costa da ilha grega de Samos, uma das mais próximas da Turquia e, por isso, uma das principais portas de entrada de migrantes para a Europa. Horas antes foram resgatados os corpos de três crianças vítimas de um naufrágio no mar Egeu.

© Giorgos Moutafis / Reuters

Os cinco corpos foram encontrados horas depois de uma embarcação naufragar no mar Egeu, onde já se sentem as condições invernosas no mar e no vento, com rajadas de mais de 70 quilómetros por hora.

Pelo menos três crianças morreram - dois meninos de 2 anos e uma menina de 4 - depois de um novo naufrágio de uma embarcação que tentava chegar à ilha grega de Agathonisi, procedente da Turquia.

Apesar das duras condições meteorológicas, os barcos com refugiados e migrantes a bordo continuam a chegar diariamente às ilhas helénicas do Egeu mais próximas da costa turca.

Em 2015, entraram na Grécia quase 800 mil pessoas, segundo dados da Organização Internacional para as Migrações (OIM).

Só na primeira semana deste ano, foi contabilizada a entrada de mais 9.900.

Também em Agathonisi encalhou, esta madrugada, um barco da guarda costeira grega que perseguia um bote em que seguiam presumíveis traficantes, os quais escaparam em direção à costa da Turquia, pelo que indicaram as autoridades daquele país.

Devido a um problema técnico, a embarcação da guarda costeira ficou presa em águas pouco profundas da zona de Agathonisi, contudo, dada a sua proximidade a terra, não foram registados feridos entre a tripulação.

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.