sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Schäuble sugere imposto europeu para financiar crise de refugiados

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, sugeriu hoje a hipótese de um imposto europeu sobre a gasolina, caso seja necessário, para lidar financeiramente com a crise de refugiados, numa entrevista ao diário Süddeutsche Zeitung.

© Scanpix Denmark / Reuters

"Se os orçamentos nacionais ou o orçamento europeu não forem suficientes, então poderemos fazer um acordo para criar, por exemplo, um imposto de um determinado nível por cada litro de gasolina", disse o ministro.

"Desse modo teríamos meios para uma resposta europeia à questão dos refugiados", afirmou, acrescentando que "a solução do problema não deve falhar por falta de recursos".

O ministro considerou que o sucedido em Colónia - uma série de ataques, incluindo abuso sexual, atribuídos a migrantes, na noite de Ano Novo - "reforça a pressão" para encontrar rapidamente "uma solução para o problema do controlo das fronteiras externas da União Europeia ".

"É indiscutível", sublinhou.

"O problema deve ser resolvido no palco europeu. [...] Caso contrário, não será só a Alemanha a sofrer as consequências, como alguns parecem pensar, mas também os nossos vizinhos e os países dos Balcãs, como a Grécia, que serão afetados", acrescentou.

O ministro lamentou que "as coisas estejam a caminhar muito devagar na Europa", e afirmou apoiar plenamente os esforços da chanceler Angela Merkel para encontrar uma solução.

"Eu apoio com toda a força das minhas convicções o que disse a chanceler: temos de resolver o problema ao nível das fronteiras exteriores da Europa."

Pois, se o problema não for resolvido a esse nível, "será nas fronteiras nacionais, e essa será a pior das soluções", pois a Europa ficará numa situação de crise ainda maior, acrescentou.

Lusa

  • Sismo de magnitude 4,0 provoca um morto em Nápoles

    Mundo

    Um sismo de magnitude 4,0 na escala de Richter atingiu esta segunda-feira a ilha de Ísquia no golfo de Nápoles, no mar Tirreno, no sul de Itália. De acordo com o jornal La Stampa uma mulher terá morrido e dois feridos estarão em perigo de vida.

  • A easyJet não está a oferecer bilhetes no Facebook. Cuidado, é uma burla

    País

    Se esteve no Facebook nos últimos dias, provavelmente reparou na oferta de dois bilhetes para uma viagem da easyJet, a propósito do 22.º aniversário da companhia aérea britânica. Uma viagem para dois tinha tudo para correr bem, não fosse um esquema de burla, criado para obter os dados pessoais dos utilizadores que partilham a publicação na rede social.

  • Brasileiros procuram Portugal
    3:59

    País

    Viver em Portugal é hoje em dia um grande sonho da classe média brasileira. De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, só em 2016, o número de vistos de residência aumentarem em mais de 30%. A língua, a segurança e a qualidade de vida são as razões apontadas para a mudança. Todos os dias, no consulado português no Rio de Janeiro, para a obtenção de vistos.

  • Big Ben em silêncio durante quatro anos
    2:15

    Mundo

    Esta segunda-feira ficou marcada pelas últimas badaladas dos famosos sinos do Big Ben, em Londres, no Reino Unido. A torre, na qual está instalada o relógio mais famoso do mundo, vai entrar em obras e os sinos só vão voltar a tocar em 2021.

  • Garrafa lançada ao mar em Rhodes recebe resposta de Gaza
    1:43

    Mundo

    A história parece de filme, mas aconteceu numa praia de Gaza. Um casal britânico lançou uma garrafa com uma mensagem ao mar, em julho, na ilha grega de Rhodes. A garrafa foi encontrada por um pescador numa praia de Gaza, que aproveitou para enviar a resposta, na qual falou sobre as restrições impostas por Israel.