sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Polícia Marítima salva 22 crianças entre 52 pessoas num bote a afundar

A Polícia Marítima portuguesa salvou 22 crianças que se encontravam num bote prestes a afundar, a meio da travessia entre a Turquia e a Grécia, onde se encontravam dezenas de pessoas em pânico.

© Giorgos Moutafis / Reuters

A operação de salvamento, hoje anunciada por esta polícia, ocorreu na sexta-feira quando a patrulha detetou um bote "coberto de água", com dezenas de emigrantes e refugiados a necessitar de socorro.

De acordo com a mesma fonte, os ocupantes da embarcação encontravam-se "totalmente molhados e prestes a entrar em hipotermia", face às baixas temperaturas na região da ilha de Lesbos.

"Do bote, em grandes dificuldades, foram resgatados 52 emigrantes, dos quais 22 bebés e crianças, sete mulheres e 23 homens", afirma a Polícia Marítima, indicando que uma mulher tinha uma perna partida e um idoso tinha mobilidade reduzida.

O primeiro apoio foi prestado no barco de transporte até ao porto de Skala SiKaminea, com mantas térmicas. No porto encontravam-se várias organizações e médicos que ajudaram no desembarque e assistência.

A Polícia Marítima encontra-se em Lesbos desde 01 de outubro, integrada na missão "Poseidon Rapid Intervention".

Até agora, a equipa resgatou mais de 2.153 pessoas que corriam risco de vida, sendo 527 bebés e crianças.

A PM vai manter o apoio à guarda costeira grega integrada na missão Frontex até 30 de setembro.

Lusaresgat

  • Passos explica porque se irritou com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.