sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Nações Unidas garantem que Europa tem capacidade para dar resposta à chegada de refugiados

O novo Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), Filippo Grandi, afirmou hoje que os países industrializados têm capacidade para dar resposta à entrada de refugiados, mesmo que o contexto político na Europa seja "muito complexo".

(Arquivo)

(Arquivo)

© POOL New / Reuters

Numa conferência de imprensa em Paris, Filippo Grandi defendeu a "necessidade crescente de integração de migrantes em sociedades envelhecidas".

"Os migrantes e refugiados são contribuintes ativos numa sociedade", sublinhou o sucessor de António Guterres no ACNUR, recordando "o potencial incrível" que a entrada destes cidadãos pode significar para uma sociedadde.

Ainda assim, Grandi admitiu que "o contexto político é muito complexo na Europa", por conta de acontecimentos como os atentados de novembro passado em Paris, que projetam uma "imagem muito negativa" sobre a imigração.

"Seria muito perigoso para a Europa virar as costas ao seu próprio processo de integração, com o regresso do controlo de fronteiras, disse.

Filippo Grandi qualificou ainda a reforma da lei do asilo na Dinamarca - que prevê o confisco de valores a migrantes - como uma decisão "não muito boa" em termos de integração.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras