sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Nações Unidas garantem que Europa tem capacidade para dar resposta à chegada de refugiados

O novo Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), Filippo Grandi, afirmou hoje que os países industrializados têm capacidade para dar resposta à entrada de refugiados, mesmo que o contexto político na Europa seja "muito complexo".

(Arquivo)

(Arquivo)

© POOL New / Reuters

Numa conferência de imprensa em Paris, Filippo Grandi defendeu a "necessidade crescente de integração de migrantes em sociedades envelhecidas".

"Os migrantes e refugiados são contribuintes ativos numa sociedade", sublinhou o sucessor de António Guterres no ACNUR, recordando "o potencial incrível" que a entrada destes cidadãos pode significar para uma sociedadde.

Ainda assim, Grandi admitiu que "o contexto político é muito complexo na Europa", por conta de acontecimentos como os atentados de novembro passado em Paris, que projetam uma "imagem muito negativa" sobre a imigração.

"Seria muito perigoso para a Europa virar as costas ao seu próprio processo de integração, com o regresso do controlo de fronteiras, disse.

Filippo Grandi qualificou ainda a reforma da lei do asilo na Dinamarca - que prevê o confisco de valores a migrantes - como uma decisão "não muito boa" em termos de integração.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.