sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Naufrágio no mar Egeu faz 27 mortos, entre os quais 11 crianças

Pelo menos 27 pessoas morreram hoje ao largo da Turquia quando tentavam chegar de barco às ilhas gregas. Entre as vítimas estão 11 crianças.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Giorgos Moutafis / Reuters

A pequena embarcação naufragou com 40 pessoas a bordo. Quatro migrantes foram resgatados com vida, os restantes passageiros continuam desaparecidos.

Um primeiro naufrágio de uma embarcação que tentava alcançar a ilha grega de Lesbos provocou pelo menos 11 vítimas ao largo de Dikili, na província de Izmir (oeste), informou a agência noticiosa turca Dogan.

De acordo com a ONU, desde o início do ano, quase 70 mil migrantes tentaram a travessia do mar Egeu para entrar na Grécia. Destes, cerca de 300 morreram.

A Turquia, que acolhe oficialmente cerca de 2,7 milhões de sírios e 300.000 iraquianos em fuga dos seus países em guerra, tornou-se num dos principais pontos de partidas dos migrantes que pretendem alcançar a Europa.

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18