sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Áustria anuncia controlos nas fronteiras com Itália, Eslovénia e Hungria

A Áustria anunciou hoje a introdução em breve de controlos em 12 pontos de passagem das suas fronteiras com a Itália, Eslovénia e Hungria para travar as entradas de requerentes de asilo no seu território.

Daniel Karmann

As "várias medidas estruturais" poderão incluir cercas semelhantes à barreira de quatro quilómetros já existente no posto fronteiriço de Spielfeld (sul) com a Eslovénia, indicou à imprensa a ministra do Interior, Johanna Mikl-Leitner, do partido conservador OVP.

Além disto, o governo austríaco anunciará na quarta-feira a entrada em vigor de uma quota diária de entrada de requerentes de asilo, cujo valor será determinado após consulta com as autoridades eslovenas, adiantou a ministra, numa conferência de imprensa em Spielfeld.

A coligação entre sociais-democratas e conservadores estabeleceu em janeiro uma quota de 37.500 requerentes de asilo para o ano 2016. Em 2015 o país acolheu 90.000.

"A minha preocupação é restabelecer a ordem e a estabilidade no nosso país. É por isso que travamos" no acolhimento dos requerentes de asilo, disse ainda Johanna Mikl-Leitner.

Dos 12 pontos de passagem com controlos, três situam-se na fronteira com Itália nas regiões alpinas de Tirol e Caríntia (sul), sete na fronteira com a Eslovénia (sul) e dois na fronteira com a Hungria (sul).

Nos próximos quatro anos, entre 2016 e 2019, a Áustria pretende limitar a 1,5% da sua população total de 8,5 milhões de habitantes o número de requerentes de asilo adicionais, depois de ter sido um dos países europeus que acolheu maior número de pessoas na crise migratória de 2015.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.