sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

Navio de cruzeiro vai acolher 1.800 refugiados na Suécia

A Suécia quer alojar perto de 1.800 refugiados num antigo navio de cruzeiro. De acordo com a Agência Sueca para a Migração, o Governo de Estocolmo está prestes a fechar o contrato de um ano com um armador norte-americano. O preço diário por pessoa será de 48 euros por dia.

"Estou muito satisfeito. Isto significa que estamos preparados, que não vamos acabar por não ter um teto para oferecer às pessoas", disse à imprensa sueca Willis Åberg, responsável da Agência Sueca para a Migração.

Com cerca de 10 mil emigrantes a entrar na Suécia semanalmente, os centros de acolhimento já estão lotados e a opção tem sido instalar camas em igrejas, ginásios e até em unidades hoteleiras desocupadas.

O navio "Ocean Gala" foi retirado do circuito de cruzeiros em dezembro do ano passado e estava a ser reconvertido num hotel flutuante. O luxuoso navio percorreu durante décadas os mares das Caraíbas e do Mediterrâneo.

A embarcação deve ficar ancorada num porto do mar Báltico, a cerca de 400 quilómetros da capital.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.